slide

Surpreendente!

18 abril 2016

Resenha por: Tânia Bueno
Título: Surpreendente!
Autor(a): Maurício Gomyde
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance
Páginas:2 72
Compre e Compre: Submarino
Adicione: Skoob
Nota:

SINOPSE: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o grande prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

E com vocês: Maurício Gomyde!!!! 
“A receita dos meus livros é simples: junte duas colheres de música, três xícaras de romance, um tablete de caldo de cinema, uma pitada de humor e outra de drama. Bata tudo e tempere a gosto. Unte um tabuleiro em formato de livro e leve ao forno alto. Quando a massa crescer e surgir uma casquinha por cima, é só contar até cem e tirar. Leve à mesa, ou a um bom sofá, e consuma sem moderação.”


E aí eu estou quase no final do livro e sentada em um banco aguardando o treme já chego à conclusão que não será uma boa ideia seguir com a leitura e o motivo é simples: já sei que chorarei. Mas, valentemente insisto, o trem chega e está lotado, consigo entrar e a minha ansiedade em continuar a leitura está lá na estratosfera. Mesmo em pé e no balanço do trem continuo a leitura e... Taram... Isso mesmo minha gente, Maurício Gomyde me fez chorar em um trem lotado. Vergonha? De jeito nenhum, pois não tenho vergonha de assumir minhas emoções onde quer que esteja. Fragilidades existem e não tenho problema em mostra-las, tudo isso por uma boa causa... Mergulhar no fantástico final de Surpreendente e no mundo quase que real criado magistralmente pelo querido autor.

Como a Sinopse está muito completa não contarei tanto a essência da história que fala de superação, de não desistir dos sonhos e de ter a coragem de aceitar algo que já estava previsto pelo universo, pelos médicos... Milagres existem e eu creio neles, mas às vezes o verdadeiro milagre está em se redescobrir em um novo cenário agora escuro e assim tocar o mundo com quatro sentidos e não mais cinco. Difícil? Em minha opinião com certeza, mas uma pessoa que sempre acreditou que todos deveriam ter uma nova chance ou a única chance de mudar, sejam excluídos socialmente, ladroes e todo mundo, porque não se dar uma chance? Assim é o nosso Pedro apaixonado por cinema, filho único de uma família especial pai e mãe primos de primeiro grau e com isso você já pode imaginar uma série de questões em relação a ter um filho, mas não julgue... Não se prenda às aparências, pois nem sempre o que parece ser é.

Como Pedro eu acredito que o cinema, a música e a literatura podem fazer muito pelas pessoas, pelo mundo. Pense comigo: Você... Sim você mesmo, quanta coisa mudou em sua vida por esta espetacular trilogia CINEMA, MÚSICA E LITERATURA? Quantos aprendizados e reflexões? Enfim, Pedro é uma pessoa especial que trabalha na periferia de São Paulo mesmo a contra gosto da mãe, que sempre diz que ali não é seu lugar... hummm... Acho que ela temia alguma coisa, mas isso é coisa para vocês descobrirem lendo o livro. O Pedro é um idealista, às vezes me irritou por ser tão ingênuo, mas é uma pessoa fantástica.

Não posso deixar de destacar três pessoas que fizeram parte do divisor de águas dessa pessoa cineasta que almejou filmar o melhor dos filmes e por que não dizer o filme mais surpreendente? Cristal, uma física nuclear que conhece Pedro que a emociona por enxergar nela valores que ninguém nunca mencionou... Uma beleza única. Cristal tem uma família hilária maravilhosa e Pedro a conhecerá, Fit o amigo de fé irmão e camarada que sempre acredita em Pedro e penso que é o tipo de cara que arriscaria a própria vida para salvar o amigo, Mayla uma pessoa divertida e criativa, atenta às minucias.

Enfim, este quarteto, estas duas duplas partem para uma viagem esquisita com o momentaneamente esquisito, agora introvertido e diferente Pedro, os três amigos sabem que tem algo acontecendo, mas o quê? E o único pedido de Pedro foi o de não fazerem muitas perguntas e como nele confiam seguiram estrada a fora para experiência mais louca, mais incrível de suas vidas. A avó de Pedro é uma sábia, ligada e linda, fazendeira de fibra que é aquela vó que todos gostariam de ter, aliás, as avós são anjos mais velhos que Deus coloca em nossos caminhos, elas marcam e encantam de uma forma poética, as que eu conheço são divertidas, são realmente pra lá de especiais.

Que segredo Pedro carrega sobre si que não revelará aos amigos. Que história do seu passado poderá fazê-lo questionar tudo e até se revoltar? Quem é a verdadeira família de uma pessoa? Ah! Os amigos... Você terá aqui uma verdadeira lição do que é ter amigos verdadeiros, uma história de lealdade e valorização do outro. E o AMOR, ele sempre presente no mundo real e no literário e em todas as suas formas.

Crenças reforçadas e a convicção de que no caminho, é importante prestar atenção e nunca se tornar vitima das circunstâncias, pois a vida é cheia de possibilidades. Ter a capacidade de transformar o que não bom em algo espetacular. O verdadeiro tesouro: amigos e família, não necessariamente nesta ordem. 

Maurício Gomyde escreve com grande paixão, mas também compaixão pelas fraquezas que levam à superação, desejos e alegrias humanas que nos faz acreditar e investir no humano. A narrativa no Maurício transborda emoção e realismo, tanto que eu me senti um personagem do livro, aquele que não fala, mas está presente e lugares por onde passe junto com os quatro amigos, as alegrias e lagrimas... Senti tudo na pele e foi maravilhoso.

Eis a playlist de Surpreendente, amo música... amo a Santíssima Trindade do Pedro: CINEMA, MÚSICA E LITERATURA.

1- Muddy Waters – Rollin stone
2 – Can’t take my eyes
3 – Quatro estacoes – Vivaldi
4 – Only the Strong survive – Billy Paul 
5 – I heard it through the grapevine – Marvin Gaye
6 – I still haven’t found what I’m looking for – U2
7 – Back in black – AC/DC
8 – The Boss – Thunder road
9 – Trilogia dos dólares -  Ennio Morricone
10 – Loves in the air – John Paul Young
11 – Por una cabeza - Gardel

E agora trechos que me marcaram e que fazem parte da minha vivência com Surpreendente, espero que gostem

“Nossa vida é feita de um monte de momentos esquecíveis, entremeados por pouquíssimos inesquecíveis. Por que não darmos a nós mesmos o presente de tentar viver um inesquecível? (Pedro para Cristal)” pag. 49

“Compreender o mundo é tarefa complicada para qualquer pessoa, enxergue ela ou não. Então você não esta melhor nem pior do que ninguém. E lembre-se: muita gente vê tudo, mas não enxerga nada. (Pedro sobre sua perda parcial da visão)”. Pg50

“- Acho que o cinema, música boa e literatura são instrumentos da Santíssima Trindade para salvar o ser humano da derrota como espécie.
- Como assim?
- O Pai é a música. O Filho, a literatura. E o Espirito Santo tem uma câmera na mão e uma ideia na cabeça.
- Você se considera Instrumento do Espirito Santo, então...
- Não sou tão pretensioso. Mas, em certa medida, cada pessoa deve ser instrumento de alguma coisa, de alguma missão. De que adianta estrarmos na Terra se não for para o benefício de algo maior além dela?” pag. 76
(papo filosófico entre Pedro e Cristal) Será que um conseguirá mudar o outro ou será que se encontrarão pelas e nas diferenças.) 

“O bom da vida está justamente nas buscas que a gente empreende ao longo dela. Afinal de contas, a própria vida é uma busca.”pag. 90

“Acho que todo mundo na vida deve ter uma segunda chance. De amar, de perdoar, de crescer, de aprender. Sei lá. Preciso refletir com mais calma sobre isso.”p.100

“Preciso me perder no mundo para tentar encontrar coisas que venho perdendo dentro de mim.  P.141

“Não existe compromisso maior do que a amizade” (Os quatro amigos se livrando de compromissos para estarem a disposição da necessidade de um deles.” Pag 145

“Aqui começa o maior filme de todos os tempos sobre as chances que o mundo coloca na vida das pessoas. Que as lições sejam aprendidas e voltemos milhões de vezes melhores do que quando partimos. Apenas os fortes sobrevivem, porque, mesmo a estrada sendo longa, já dizia o poeta: “Quem tem um porquê, enfrenta qualquer como””. P.147

“- A vida real é como o jogo da velha, Cristal. Quando os jogadores aprendem seus segredos, o resultado sempre dá velha.
Cristal manteve silêncio por algum tempo, parecendo absorver a tese. Em seguida refutou:
- Mas sempre haverá a chance de você conseguir uma jogada realmente surpreendente, aquela que ninguém jamais tentou. E não se esqueça de que, dependendo do momento, o adversário até pode querer ser surpreendido...” pag 167

“A esperança é uma coisa boa, talvez a melhor delas. E as coisas realmente boas jamais morrem.” Pag. 245

Um final surpreendente cheio de significados, ressignificações, transformações, pontos e contrapontos sobre uma nova ótica. Simplesmente amei!

Pessoas queridas! Desculpem-me se me alonguei tanto, mas foi realmente difícil produzir algo menor do que aqui apresento e mesmo lendo e relendo não estou contente com a resenha, pois ela ainda não conseguiu fazer jus a esta obra belíssima do Maurício Gomyde. 

Leiam, se envolvam, se Surpreendam, se encantem e descubram muito!!


Beijos Surpreendentes em vocês!!
Tânia Bueno


10 comentários:

  1. Olá!!!
    Já li diversas resenhas desse livro e quero muito ler. Me parece um excelente livro cheio de surpresas e momentos maravilhosos.
    Amei a resenha.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ooi
    Que livro incríveeeel! (Pelo menos é oque parece haha)
    Chamou muito minha atenção, amei os trechos, e se o livro for como eles amarei.
    Vou anotar o nome aqui!
    Beijos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Preciso muito ler essa obra! Eu li A Máquina de Contar Histórias e me encantei com a escrita do Maurício desde então. Com esse livro não será diferente, me emocionarei mesmo. Agora me conta: como você conseguiu ler no trem lotado????

    ResponderExcluir
  4. Olá flor, adorei a resenha. Já ouvi falar muito sobre essa obra e quão boa ela é. Estou interessada em ler também.

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  5. Oiii Tânia, tudo bem?
    Me surpreendi bastante com esse livro, porque é a primeira vez que leio uma resenha dele, e acredito acho que choraria um rio, só pelo fato da doença dele. Adorei os quotes que escolheste e com toda certeza realizei a leitura.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Oiii, estou louca para ler este livro, mas ainda não tive oportunidade!!! Sua resenha está maravilhosa e aumentou ainda mais minha curiosidade... PARABÉNS!!
    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia o livro. Apesar de achar a premissa de certa forma interessante, não sei se é um livro que eu leria. A estória em si não me atraiu muito e acredito que esse é aquele tipo de livro que eu prefiro passar, mas quem sabe em outro momento eu não dê uma chance a ele?
    Parabéns pela ótima resenha. Além de ser bem escrita e rica de informações, você soube se expressar muito bem.

    ResponderExcluir
  8. Tânia, sou apaixonada pela escrita do Gomyde, mas infelizmente ainda não consegui ler esse livro, mas assim como você já sei que chorarei um bocado.
    Adorei a premissa do livro e já fui com a cara do Pedro. Adorei a trindade que o envolve.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bom?
    Troquei esse livro recentemente e confesso que sua resenha me deixou louca de vontade de largar tudo o que tenho para ler e mergulhar nessa leitura. Já conheço a escrita maravilhosa de Maurício e saber que tem temáticas como compaixão pela fraqueza que levam a superação, cinema, e que trabalha na crença no ser humano, algo que falta tanto hoje em dia. Parabéns pela resenha maravilhosa!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  10. Oiiie
    Muito legal sua resenha e eu sou louca para poder ler esse e todos os outros do autor desde sempre mas ainda não não tive oportunidade, adoro essa capa e esse enredo, bela dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir