A história de amor de Anastásia Romanov - Fabiane Ribeiro

15 junho 2018

Resenha por: Tânia Bueno
Título: A história de amor de Anastásia Romanov
Autor(a): Fabiane Ribeiro
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance histórico / contemporâneo
Páginas: :320
Adquira o seu: Submarino
Adicione no: Skoob

Avaliação:



Sinopse: Esta história começa na cidade russa de São Petersburgo, no verão de 1901, com o nascimento de Anastásia, a grã-duquesa da Casa Romanov. Filha do czar Nicolau II da Rússia e da czarina Alexandra Feodorovna, acredita-se que a moça foi assassinada, junto à sua família, pelos soldados bolcheviques na horrenda noite de julho de 1918, no entanto, as circunstâncias de sua morte são tão duvidosas que geram discussões até os dias atuais. Mais de setenta anos após o massacre dos Romanov, os restos mortais da família foram encontrados e examinados, sanando assim grande parte dos questionamentos acerca do episódio, contudo, a morte de Anastásia ainda é envolta em mistérios. Este livro é baseado em fatos reais e especula ficcionalmente o que teria acontecido à grã-duquesa, caso tivesse sobrevivido, após a noite trágica que assolou a família imperial russa. Seu nome é Anastásia Romanov e esta é sua história de amor.

O que dizer de um livro que deixa a pessoa aqui num misto de Oh! ... Meu Deus que livro! Sem palavras! E como resenhar quando você ainda não está preparada? Bom, mas vamos lá. O que dizer de uma autora que já tinha a história pensada e baseada em fatos reais da Grã Duquesa Anastásia Romanov, 4ª filha do Czar Nicolau II e quando visita no Brasil uma Exposição dos objetos da família do último czar da Rússia se motiva e segue escrevendo a trama e a conclui de forma brilhantemente magistral.


Em A história de amor de Anastásia Romanov somos apresentados inicialmente a Noel Ross um jovem criado pelo avó que é um arqueólogo importante que ama aventuras e é responsável por memoráveis descobertas. Noel perdeu a mãe tragicamente quando criança, o pai não aguentando tamanha se desestabilizou tanto que agora vive em uma clinica. Ainda criança foi levado pelo avó para o laboratório que recebeu os restos mortais da família do Czar Nicolau II e provou que das 11 pessoas que estiverem em cativeiro, faltava o restos mortais de dois integrantes Alexei o filho tão desejado, último a nascer e com hemofilia e da 4ª filha a Grã Duquesa Anastásia, Noel se encantou com o nome e desde que o ouviu pela primeira vez passou a viver uma aventura pessoal para descobrir quem foi esta jovem e porque não estava junto aos demais parentes. A missão de Noel o seguiu por toda a sua formação acadêmica e o levou a entender a dor da perda da mãe e os efeitos em toda a família.

Para quem gosta de história vai se deliciar com as informações contidas no livro sobre uma Dinastia antiga e que fez história na Rússia, os Romanov que estiverem no poder por 300 anos e por ações inconsequentes do último Czar Nicolau II que após renunciar, foi prisioneiro juntamente com a família e alguns servidores. Com episódios assustadores aconteceu a Revolução Russa marcada por conflitos, muitas mortes e a derrubada da autocracia pelo partido Bolchevique de Lênin desenvolvendo uma consciência de revolta contra os nobres. Mas, dos 11 prisioneiros Romanov foram encontrados os restos mortais de 9 pessoas e mais tarde soube-se que os que não estavam ali  eram os restos mortais da Grã Duquesa Anastásia e seu irmão Alexei que sofria de grave doença que o impediria de substituir seu pai Czar Nicolau II. 

“Sempre olhe para os lados, sempre reconheça o sofrimento daqueles que dividem o mundo com você.” 

Assim, encontramos a história de amor de uma jovem de uma beleza interior e espirito elevado incríveis. Mas, o que teria acontecido com ela caso realmente tivesse sobrevivido à execução? Esta pergunta atravessou séculos e muitas especulações a respeito foram criadas. Narrado em primeira pessoa por quatro pessoas que fazem da trama algo especial. Anastásia com a maior parte da narração, Alexei seu irmão, Wladimir – o guarda bolchevique que tem uma história de perda irreparável e dor intensa provocada pelo Czar Nicolau II, Wladimir é designado para vigiar a família e ao invés de cumprir o plano que arquitetou para a família, descobrirá um sentimento que pensou estar sepultado para sempre. O quarto narrador está no nosso presente e é Noel que ainda criança entrou em contato com a história da família e da Grã duquesa que o impressionou pelo nome e por características de perda e dor parecidas com a que sentiu e que fez sua família sofrer tanto. Acho incrível o quanto podemos aprender, nos encontrar e até nos espelhar nas histórias de outras pessoas que acaba por funcionar como uma das formas terapêuticas para ressignificar alguns traumas.

“... cada pessoa no mundo tem uma dor diferente e única, e que traz enorme consolo encontrar alguém que a entenda, exatamente porque possui em si resquícios desse sofrimento. Certas dores podem conversar entre si e se fortalecer, e fazer com que as pessoas que as tem se tornem mais resistentes. Mais humanas. É o que as faz olhar para o outro lado e deixar de ver apenas as próprias feridas” (pag. 231)
“Volta teu rosto na direção do sol, e então as sobras ficarão para trás.” Provébio Russo.

Como eu disse acima o fato de não encontrar os restos mortais de dois dos integrantes dos Romanov gerou muitas especulações que atravessaram séculos e a criação de muitas histórias e lendas baseadas em o que teria acontecido se Anastásia tivesse sobrevivido. Temos, por exemplo, o filme infantil Anastásia (1997) da 20th Century Fox e até hoje a produção exerce grande fascínio no público e foi responsável por alimentar as esperanças de um final feliz para a grã-duquesa, se você não conhece o que aconteceu com os Romanov este livro da autora Fabiane Ribeiro lhe dará muitas informações. Claro que é a versão da autora para a história real, afinal ela se baseou na realidade para criar A história de amor de Anastásia Romanov.

“Cada época tem sua beleza, que se desfaz e parte sem piedade, a cada novo ciclo. Eu entendia ali, naquela noite fria, que nada nos pertencia. As pratarias e as tapeçarias de meus antepassados não mais eram nossas. Carregávamos apenas aquilo que erámos: o resto era só uma suave lembrança, um sutil retrato de algo que pensávamos possuir, e que nunca tivemos, de verdade.” (pag. 96)

É uma leitura que vale a pena seja pelo teor em si, seja pela pesquisa profunda que a autora fez, seja por sua capacidade criativa. Mas, não mergulhe imaginando um romance cheio de fru fru, coisa melosa, metade da laranja ou coisa assim, até porque quando falamos de amor existem várias formas e também assim falamos de amor verdadeiro. Eu me surpreendi positivamente. É um romance? É um romance. A descoberta do amor por alguém é fantástico, mas mais fabuloso é descobrir que o que une algumas pessoas é um verdadeiro amor e diferente do amor metade da laranja, se é que me entende.

Bom, leia e depois me conte se gostou do conteúdo histórico desse lindo livro e cativante livro.



A autora Fabiane Ribeiro é paulista, teve seu primeiro romance, Jogando xadrez com os anjos,lançado pela Universo dos Livros em 2012. Desde então já teve mais seis livros publicados: Corações em fase terminal; A menina feita de espinhos; A gente ama, a gente sonha; Dançando com as borboletas e Nós quatro e o amor, somando cerca de trezentos e cinquenta mil exemplares vendidos. Em 2014, ela foi morar no exterior a fim de se dedicar aos estudos relacionados à escrita, não apenas de livros, mas também de roteiros para o cinema. Após um tempo nos Estados Unidos, hoje vive na Europa.



Cheiros e abraços em vocês!
Tânia Bueno


Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Nossa, eu ainda não conhecia o livro, mas você falou tão bem dele que me deixou curiosa para ler também. Achei a capa linda!!!! A premissa me deixou bem interessada e espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  2. Oi Tania, gosto de livros que tem história junto, pois o aprendizado se torna prazeroso. Eu não conhecia o livro, mas a escritora, sim. Gostei muito da dica e vou tentar ler.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei da premissa e fiquei curiosa para saber do desfecho. Gosto de romances assim, foge do clichê e nos deixa aflito. Dica super anotada <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá, sou super curiosa para ler os livros da autora, achei muito interessante esse em especial, por ter essa inspiração na realidade da história russa, amei conhecer um pouquinho da trama pela sua resenha.

    ResponderExcluir
  5. Oi Tânia.

    Eu não conhecia este livro, mas sua opinião foi tão interessante que fiquei com vontade de ter o livro e começar a lê-lo logo. Mesmo não tendo muito hábito de ler romances históricos. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha.

    Bjos
    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oiieee

    Eu tenho uma amiga que leu esse livro e me disse que sentiu um pouquinho a falta de mais contexto histórico sobre os Romanov e menos romance, e foi por essa razão que eu ja havia descartado ele da minha lista. Ainda assim, pela resenha, se nota que é um livro interessante, aliás, essa história da familia é super intrigante, a gente quer saber mais... A capa é lindissima e realmente parece ser um romance bem legal pra quem é fã do gênero.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, mas saber que ele tem alguns fundamentos históricos na trama me chama atenção, ainda da Rússia, que não conheço quase nada e saber que tem relação com a história do filme Anastácia me agrada e acredita qye só agora que você falou é que me liguei que se tratava da mesma "pessoa", rsrs.Vou anotar a dica, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas, adorei seus comentários sobre a obra! Achei a premissa muito legal e pelos seus comentários a obra possui vários elementos que me atraem em uma leitura... Espero poder ler em breve <3
    Valeu pela dica!
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Olá eu não conhecia o livro mais estou super curiosa para poder conhecer e começar a ler amei a sua resenha me deixou super curiosa dica anotada

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    A história me lembrou muito o longa metragem, embora na verdade seja totalmente diferente do que eu esperava. Gostei da ambientação e da premissa, acho muito legal quando os autores têm essa preocupação com fatos históricos para retratar em um livro de ficção. Boa dica.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu já tinha visto essa capa, mas até então não conhecia sobre a trama. Adorei o enredo e por sua resenha a ambientação está ótima.
    Espero conseguir ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Olá Tânia, eu não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou mega curiosa principalmente pelo belo trabalho de pesquisa que a autora fez para construir seu enredo *-* Espero ter a chance de lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Adorei a resenha. Bateu uma saudades de ler esse gênero de livro tão mara.
    Adorei a premissa, vou com toda certeza coloca o livro na minha lista de desejados. Que bom que não é um livro melosinho de mais e adoro quando um livro mostra o quanto o autor se dedicou em cada detalhe.

    ResponderExcluir
  14. Amo livros que tem base histórica <3
    Tem tempo que não leio romance histórico, mas fiquei com muita vontade de ler esse e ser brazuca então, é mais maravilhoso. Estou desesperadamente tentando pegar o hábito de ler livros nacionais.

    https://thereviewbooks.com.br/
    #thereviewbooks | @thereviewbooks

    ResponderExcluir
  15. Oi Taninha, sua linda, tudo bem?
    Engraçado, quando vi a capa não dava nada por esse livro. Eu sempre gostei muito de história e confesso que não conheço Anastásia Romanov, mas fiquei fascinada por esse enredo. Não lembro muito sobre a revolução Russa, estudei sobre ela faz muito tempo. Vou colocar esse livro na minha lista com certeza. Engraçado, o romance que é sempre o que chama minha atenção primeiro, não foi aqui, realmente esse contexto histórico me ganhou mais. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Fã de romances de época/históricos, quando vi esta adaptação da autora fiquei bem curiosa. Sua resenha me deixou mais instigada ainda. Acho que essa mistura histórica com o fictício deu certo. Espero também gostar. Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Tânia! Adoro romances com esse conteúdo histórico. Não sou fã de história, e acho que por isso mesmo gosto de descobrir um pouco sobre ela dessa forma mais leve. E sou fã da Fabi desde o primeiro livro dela, nunca me decepciono. Espero amar esse, parece incrível.

    ResponderExcluir
  18. Oi Tânia, tudo bem?
    Não sei se você sabe, mas sou professora de História e amo a história da Rússia e a maneira como eles buscaram vencer a tirania do czar. Tudo bem que a coisa desandou depois, mas é bonito ver um povo lutando por uma vida melhor. O sumiço da princesa Anastácia sempre rendeu histórias linda e essa parece ser mais uma, e com certeza quero ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Autores Parceiros