Além da magia - Tahereh Mafi

23 setembro 2019


Resenha por: Tânia Bueno
Título: Além da magia
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Contos de fadas, literatura infanto-juvenil, fantasia
Páginas: : 368
Adquira o seu: Amazon
Adicione no:   Skoob
Avaliação:

Sinopse: Há apenas três coisas importantes para Alice Alexis Queensmeadow, de 12 anos: sua mãe, que não sentiria sua falta; magia e cor, os quais parem escapar dela; e seu pai, que sempre a amou. No dia em que seu pai desapareceu de Ferenwood, ele levava consigo apenas uma régua. Já se passaram quase três anos e Alice está determinada a encontrá-lo. Ela o ama tanto quanto ama aventura, e está prestes a embarcar em um para encontrar o outro.
No entanto, trazer seu pai para casa não será tão fácil. Alice precisa viajar através da mística e perigosa Terra de Furthermore; onde para baixo pode ser para cima, papel está vivo e esquerda pode ser direita. Sua única companhia é um garoto chamado Oliver, cuja habilidade mágica é mentir e enganar – e com um mentiroso em uma terra onde nada é o que parece ser, requisitará de Alice toda sua concentração para encontrar seu pai e conseguir voltar para casa sã e salva. Em sua jornada, Alice precisa se encontrar- e se agarrar à magia do amor diante da perda.

O que dizer de um livro que abraça o leitor e o faz desejar que magicamente a leitura aconteça num piscar de olhos para saber tudo o que acontece de uma vez? Ah! Mas que graça teria ler num piscar de olhos? No meu caso, só me faria ler novamente e mais lentamente para saborear cada momento da menina sem cor mais iluminada do universo ALICE ALEXIS QUEENSMEADOW. Ela mora em um país magico, que faz grande festividade todos os anos para o evento que se intitula A ENTREGA é neste dia que os jovens de 12 anos precisam entregar seus talentos, que é mostrar os seus talentos à sociedade e então recebem um desafio que consiste  em ajudar alguém enfrentando alguma dificuldade, necessitando de algo em algum lugar e a conclusão do desafio crescem. Alice almeja por esse momento embora não acredite que tenha um dom/talento mágico, ela tem uma autoestima um tanto rebaixada, se acha feia e como ela mesma fala: somente PAI a acha bonita. Por não ter cores como as demais pessoas ela se sente diferente e infeliz.

A história começa três anos antes quando do nada seu Pai desaparece e ninguém sabe para onde ele foi, ela sofre com a ausência do Pai e acha que a mãe não a ama tanto quanto o pai amava, mas entenderemos toda esta situação no final da trama. Alice se apresenta na Entrega e o que apresenta não impressiona os jurados e ela recebe um envelope preto que prefere não abrir por ter sido reprovada e não ter mais chance alguma, mas parece que na vida é assim, às vezes imaginamos algo e não queremos confirmar o que achamos que sabemos e muitas vezes sofremos desnecessariamente, pois antes do outro nos dar outra chance, nós precisamos nos dar a primeira chance. Bom, mas isso também você saberá durante a leitura desse mágico livro que me impressionou no início ao fim.

Agora, que não tem seu desafio Alice tem pode investir em encontrar Pai ainda que para isso tenha que se aliar a Oliver, um garoto que é mentiroso (razões a serem entendidas durante a leitura, não o julgue como eu fiz). Oliver nunca deu nenhum motivo para Alice confiar nele, mas diz que é a única pessoa poderá encontrar o Pai de, claro, se ela o seguir em uma aventura sem precedentes, até porque Oliver tem um tempo para cumprir o seu desafio que é encontrar Pai, que é uma das pessoas mais respeitadas na terra de Ferenwood, terra mágica sim e que respeita todos os seres vivos e não pense que é uma terra com magia feitas com varinhas e poções, nada disso. Trata-se de uma “terra simples e rica em recursos naturais e os recursos naturais mais importantes era cor e magia. Um lugar onde se colhe as cores e a magia do ar e da terra.” 

Nesta aventura muitas coisas serão postas à prova como a coragem, inteligência, o perigo como viver uma linha tênue entre a vida e a morte será de fazer o leitor roer as unhas em muitos momentos, isso porque Alice e Oliver terão que ir à terra de Furthermore, onde muitas coisas que parecem ser, não é. Onde o visitante tem que ficar alerta o tempo inteiro, dormir e sonhar pode significar morte, não comer pode significar garantia de vida e segurança, pois em algumas situações estar leve é absolutamente imprescindível. Eu sei, eu sei tudo parece não fazer sentido agora, mas leia o livro e você compreenderá o que aqui compartilho.

“Farenwood, um lugar onde ocasionalmente chovia e as cores eram mais fortes do que o normal e a magia era tão comum quanto o franzir de testa de um pai ou de uma mãe. E sua peculiaridade ficava evidente nas coisas mais simples que ela fazia... Alice parava muitas vezes desviando do caminho, respirando fundo e segurando a respiração, egoísta demais para libertar o ar de seus pulmões. Girava e rodopiava as saias com um sorriso tão enorme que chegava a pensar que seu rosto explodiria para desabrochar. Saltitava na pontinha do pé só quando não aguentava mais exalava o que não era seu.” Pag. 13

E assim nossa heroína teimosa inicia sua jornada em busca de Pai passa pela Vila de Sonolência, mas não pode dormir, embora seja o desejo. Na Vila de Quietude todo cuidado é pouco, pois qualquer barulho pode despertar feras interiores e horrores e é lá que terão que encontrar o Tempo. Descrença é uma Vila horrorosa, então não ouse proferir a palavra descrença em hipótese alguma, aliás, cuidado com tudo que fala, não tenha cabeça pequena e lembre-se você está sendo observando o tempo inteiro, é como se fosse um grande jogo. Ah! Tem tempo para permanecer e se roubar tempo será perseguido e preso. 

Ai que delícia brincar com todas essas possibilidades com você, pois foi assim que me senti no livro que é um mergulho em tudo. Outra coisa, amo inventar palavras e Alice também e não é que ela me deu palavras novas que amei! “bestiota e ignorasno”, não é demais? hahaha

Alice e Oliver seguem a aventura e chegam a lugares surpreendentes, desconfiados e prudentes muitas vezes se colocam em riscos ou por não conhecer o lugar ou por não pensar fora da caixinha e ficarão em situações que terão que pensar rápido e embora estejam caindo para a vida a sensação é de morte imediata. Mas eles são inteligentes e captam mensagens que salvarão suas vidas e os colocarão de volta no objetivo fim que é encontrar Pai.

Gente; é lindo como a menina Alice vai se descobrindo e aprendendo a se valorizar reconhecendo qualidades até então menosprezadas, entrar em contato com sentimentos novos que a faz se sentir amada e querida, neste caminhar aventureiro ela descobrirá que ser diferente não impeditivo para nada. Descobrirá que o seu talento é importantíssimo para o mundo, afinal este talento dá vida e alegria ao local e às coisas, mas ela não usa seu talento para se vangloriar por acreditar que se não aplica-lo a si mesma que valor tem?

No meu entender a narração é feita pela autora que está dentro da trama e é uma graça, nos conta alguns segredinhos da terra Farenwood, de Alice e Oliver isso tudo para nos situar no mundo de Além da Magia, ela conversa em vários momentos com o leitor e me senti próxima, quase uma conhecida de Tahereh Mafi, que mulher espetacular, criativa, fada das palavras, uma coisa impressionante mesmo.

CONSTATAÇÕES:
- quanto mais as pessoas pensam, mais facilmente se livram da persuasão de outras pessoas.

- estudos já provaram que reflexão e questionamento levam a um processo de tomada de decisão consciente. Pag 172

- Sabe qual é um dos maiores truques da vida? “O riso era um bálsamo que tornava mais leves até os momentos mais difíceis.” Pag. 263 (amo rir de tudo, inclusive de mim mesma. Rir sozinha quando lembro-me de algo engraçado, rir de situações que presencio e por aí vai).

UM ALERTA IMPORTANTISSIMO DE MÃE PARA A CRIANÇA ALICE
“Mãe sempre dizia, especialmente, em relação a homens estranhos, Sentir medo significa que não tem problema nenhum em deixar as boas maneiras de lado. Se sentir medo, não precisa ser gentil.” Pag. 15.

DE PAI PARA ALICE E PARA MIM
“Por que você precisa se parecer com o restante de nós? Por que tem de mudar? Nós que mudemos o nosso jeito de ver. Não mude o seu jeito de ser. Você é uma artista – Ele sorriu. – Pode pintar o mundo com as cores que tem dentro de você.” Pag. 234


CUIDADO COM A ZONA DE CONFORTO – constatação de Pai.
“Conforme fiquei mais velho, acabei me acomodando. Era mais difícil pensar de formas diferentes e passei a precisar de mais tempo para entender as coisas. O medo me atrapalhou. Fiquei tenso demais, cauteloso demais. E foi então que comecei a cometer muitos erros.” Pag. 355

SOBRE SER DIFERENTE – isso me remeteu às pessoas com deficiência que sem saber me ensinam o tempo inteiro e muito mais do que dar elas me dão a honra de me fazer refletir e me rever o tempo inteiro.
“Alice sabia que ser diferente sempre seria difícil; sabia que não existia magia capaz de abrir a mente fechada das pessoas ou acabar com as injustiças da vida. Mas também começava a entender que a vida nunca era vivida em termos absolutos. As pessoas a amariam e a desprezariam; elas mostrariam tanto gentileza quanto preconceito. A verdade era que Alice sempre seria diferente – mas ser diferente era ser extraordinário, e ser extraordinário era uma grandíssima de uma aventura. Como o mundo a via, isso não tinha importância. O que importava era como Alice se via.” Pag. 356

Que tal escolher amar a si mesmo do jeito que você é todos os dias da semana? Isso não significa ser egoísta, mas sim se valorizar e em consequência a valorização do outro, do universo de tudo terá outro significado, será uma extensão de você.

E viva o diferente! Seja a diferença e viva extraordinariamente sempre.

Obrigada Universo dos Livros por me propiciar tão agradável leitura que confirma quem eu sou e porque estou neste mundo, obrigada Tahereh Mafi por esta magia de leitura e por reforçar o que sempre acreditei: que a magia pode estar em tudo só depende de como olho para as coisas, os acontecimentos, o mundo e as pessoas. Mesmo no caos existe uma magia oculta pronta para ser revelada.


Beijos mais que mágicos!
Tânia Bueno

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. eu vi que esse livro tem no kindle unlimited e eu fiquei super curiosa pra ler ele! ainda não tinha parado pra ler uma resenha sobre ele, agora eu fiquei ainda mais curiosa pra ler! Adorei a dica e sua resenha ficou linda!

    ResponderExcluir
  2. Oi Tania, eu vi ontem quando tu postou foto no ig e fui pesquisar a ilustração porque achei que fosse da Juliana Fiorese e estava certa, daí já li a sinopse e algumas resenhas e me apaixonei pela história. Agora lendo tua resenha, fiquei ainda mais encantada e já quero.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, tenho tanta vontade de ler esse livro e descobrir tudo o que a Alice vai encontrar nessa sua jornada em busca do Pai. Amei poder conferir sua resenha; me parece ser uma história super criativa.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tânia.
    Tahereh Mafi é uma autora maravilhosa, né? Criou toda uma mitologia de literatura infantil que deixa até os adultos encantados. Quando eu li esse livro fiquei tão apaixonada que só queria devora-lo. Alice é uma personagem incrivel, mas claro que fui muito conquistada por Oliver. Os dois são extremamente engraçados e tudo se encaixa de uma forma tão linda.
    Fico feliz que voce tenha gostado também.

    Silviane, blog Memento Mori • @kzmirobooks

    ResponderExcluir
  5. Sou apaixonada pela premissa desse livro!
    Infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler, mas com certeza é uma obra que me agradaria bastante. Adorei sua resenha e saber que você pôde refletir sobre algumas questões e aproveitar a leitura como um todo.
    Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oiii Tania

    Todo mundo tem falado super bem sobre esas série. Apesar de ser infanto juvenil, um gênero que leio pouco, ele tem me chamado a atenção justamente por conta dessa narrativa elogiada e dos personagens que parecem evoluir bastante. Quero ler sim.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Eu quero tanto ler esse livro e o Além do Inverno, na Bienal fiz uma amiga comprar os dois para ela e ela já leu e amou e agora quero comprar os meus também, só não comprei lá na Bienal porque meu dinheiro já tinha acabado kkkk Eu adorei ver o quanto essa leitura foi boa para você

    ResponderExcluir
  8. Nossa que resenha incrível, eu inicialmente já gostei do livro pela capa e título me senti atraída, logo depois li suas considerações tão sinceras e motivadoras, adorei saber mais da obra espero ter a oportunidade de ler também!

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Eu adoro a escrita e criatividade da Tahereh, li a série ''estilhaça-me'' e adorei, espero ler mais obras da autora. Gostei da premissa de além da magia, e mais ainda da capa que eu achei muito linda e atrativa, todavia no momento atual não estou lendo infanto-juvenis, tenho me decepcionado com esse tipo de obras e estou dando um tempo com elas, mas imagino que para principalmente para o público alvo deva ser uma ótima leitura.

    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  10. Que resenha mais linda! Fui conquistada pelo livro por culpa sua, totalmente! Eu trabalho em livraria e essa capa sempre me chamou a atenção mas nunca parei para ver sobre o que realmente falava, agora já quero pra ontem!

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é tão, mas tão amor! Li logo quando lançou e me apaixonei demais pela escrita da Tahereh (que, aliás, foi meu primeiro contato), assim como a proposta do livro. Tenho certeza que você vai amar muito o segundo também. E concordo com o que você disse na resenha: é lindo ver a Alice se descobrindo e se conhecendo. É impossível não se apaixonar.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  12. Essa leitura parece ser muito boa, gostei da ideia e do universo criado e acho a capa muito fofa.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  13. Oi Tânia!
    Parece uma aventura incrível, já tinha ouvido falar desse livro, mas sinceramente é a primeira resenha positiva que leio dela, isso é ótimo temos várias opiniões diferentes. Tomara que a menina Alice ache seu pai, fiquei curiosa sobre Oliver e descobrir porque ele é mentiroso. Parabéns pela resenha fiquei animada para conferir essa história. Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Seu texto ficou maravilhoso, consegui ter uma ideia do que esperar dessa história. Confesso que desde o lançamento tenho curiosidade para ler, mas só encontro com preço alto, então qnd tiver a oportunidade irei aproveitar e investir. Amei a dica. Parabéns pela leitura e divulgação.

    ResponderExcluir
  15. Oi Tânia.

    A sua resenha não é a primeira que leio sobre este livro, mas sua opinião despertou muito minha curiosa de conhecer mais sobre a Alice. Vou adicionar na lista de desejado. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  16. OOiiieee,
    Já tinha lido outras opiniões sobre esse livro, mas nenhuma delas havia despertado a minha vontade de lê-lo, mas você me convenceu, você me fez querer realmente querer conhecer a história e embarcar nessa aventura!

    ResponderExcluir

Autores Parceiros