slide

Dezesseis - A estrada da morte

03 novembro 2015

Resenha por: Tânia Bueno
Título: Dezesseis - A estrada da Morte
Autor(a): Simone Pesci
Editora: Tribo das Letras
Gênero: Romance contemporâneo
Páginas: 318
Compre e Compre: 
Tribo das Letras e com a Autora Simone Pesci
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: João Roberto, conhecido por todos como Johnny — O Rei dos Pegas — acabara de completar “Dezesseis”. Estereotipado como “rebelde sem causa”, levava uma vida desregrada, ao lado dos amigos, mostrando-se o cara legal e o maioral. Desejado por muitas garotas, sempre vencia os rachas que participava. Porém, ele não contava com um sobressalto do destino... Assim, apaixonou-se por Ana Cláudia, uma linda e doce garota que se tornaria sua salvação, bem como sua perdição. Dentre tantos conflitos e percalços para ficar ao lado de seu grande amor, Johnny entra de cabeça em uma disputa com destino à estrada da morte.Inspirado na canção “Dezesseis” — da banda brasileira Legião Urbana — este é um enredo de amor recheado com muitas aventuras.
Apaixone-se, retorne no tempo, relembre seus “Dezesseis”... e seja, você também, um “rebelde sem causa”...
Hoje experimento aquela sensação de iniciar uma resenha com o coração em pedaços, mas feliz também ao constatar que o verdadeiro amor transcende tempo e espaço, reafirmar que amizade (amigos e amigas) são tesouros imensuráveis, família é o porto seguro onde nós como navios atracamos, mas não para ficar ali para sempre e sim para nos preparar tantas viagens que a vida nos propicia, então família é o lugar que sempre voltamos, para onde queremos voltar e nos reenergizar, claro que existem famílias e famílias e a do Johnny é linda, composta por ele e por uma mãe exemplar, devotada, guerreira e vitoriosa, um exemplo de amor.

Pense na sua adolescência. Pensou? Como foi? Com muita adrenalina? Com muita azaração e pegação? Experimentou sensações nunca vividas? Teve aquele amigo ou amigos para os quais contava tudo? Contava com eles/elas até para omitir aquelas mentirinhas para o pai e a mãe? Se você não respondeu sim para pelo menos uma das minhas perguntas, vou acreditar em você, afinal não quero ser motivo de discórdia e brigas em casa, hahaha. Ok! Mas, pelo menos você conhece ou conheceu pessoas que responderiam sim para quase todas, senão para todas as perguntas, não é mesmo? Quer reviver a sua adolescência? Ou quer conhecer um pouco mais de outro grupo adolescente no mundo ficcional lindo e cheio de adrenalina? Pois então lhe apresento um mundo cheio de movimento, impulsividade, emoção a flor da pele, inconsequências, descobertas, mentiras e verdades, um mundo fantasticamente criado pela linda cabecinha da Simone Pesci! Então, leia DEZESSEIS – A Estrada da Morte. Tem muita música, especialmente da querida banda Legião Urbana e música Dezesseis inspirou a Simone Pesci a escrever esta obra. Tem outras músicas que completam uma trilha sonora maravilhosa. Tem poesia, sim porque dentro de uma pessoa estigmatizada de rebelde sem causa, mora um ser humano incrível, um poeta incorrigível a espera do amor que o tire o chão, um músico que não deixa o violão e seu opala Trovão.

Uma trama que traz um estonteante jovem que vive a vida como se fosse o último instante de vida, vive com toda energia e força comum à adolescência. João Roberto para a amada e sempre presente mãe a Lourdes Maria , mas Johnny para os amigos e o resto do mundo. Ele vive acreditando que o grande amor de sua vida virá e com certeza não é a pessoa sempre apaixonada por ele, a louquinha Vicky. Johnny tem um Opala azul que é o seu xodó e o denomina de  Trovão. Ele participa de rachas nas ruas de Brasília e sempre vence, o dinheiro que ganha usa para muitas coisas, mas principalmente para ajudar a mãe que é viúva e amou o marido até o fim de sua vida, morreu precocemente em decorrência de uma doença. Ela que ao escolher casar-se por amor foi abandonada, deserdada pela família que a queria casada com um playboy na época e que é o maior perseguidor de Johnny, o delegado João Paulo que também é viúvo, tem uma filha, a querida Ana Claudia que tem uma cabeça incrível, é sensata, pé no chão, tímida e uma pessoa muito especial.

Então, ela e Johnny se cruzam e ele sente algo que nunca sentiu antes, ele acredita piamente que Ana é o Anjo que veio para sua salvação e vivem um tórrido romance, não não, vivem o amor na verdadeira acepção da palavra, mas de forma muito intensa, muito rica. Este amor que sofre inúmeras ameaças e eles terão que ser criativos, pois serão literalmente caçados.

“Johnny era o inverso de tudo o que um dia sonhei, porém ele era o inverso que eu mais ansiava.” Pág. 71 (Ana Claudia)
“Se estar ao seulado é ser criança, pretendo alojar-me nesse mundo mágico e infantil pelo resto da vida... Eu ainda vou mostrar-te quão maduro sou. Verás, meu anjo!” pág. 82 (Johnny)
Simone criou magicamente protagonistas fantásticas e tão reais que você se pergunta se não seria uma história que estaria acontecendo bem próximo a você. Simone realmente tem o dom da escrita, o dom de fazer o leitor se apaixonar do início ao fim, de fazer o leitor abraçar o livro numa relação apaixonadamente cumplice. Dezesseis – A Estrada da Morte é o tipo de obra que nos faz acelerar a leitura do mesmo jeito que Johnny acelera seu opala Trovão. Queremos viver tudo que o mundo de Dezesseis nos convida a viver, reviver, relembrar, curtir e descobrir um novo significado para a vida e o amor que transcende, o amor que é para esta vida e para toda eternidade.

Ainda com o coração apertado, com os olhos marejados estou aqui compartilhando com você meu amor a este livro, aos incríveis personagens que me propiciaram e me permitiram viajar com eles e viver uma história rica em detalhes, mas na medida certa. Uma história que nos mostra as diversas formas de amar e de entrega.  Entender, que mentiras e vivências antigas, feridas não cicatrizadas podem ser escondidas durante um tempo, mas poderão voltar e fazer estragos.

Prepare-se para viver intensamente Dezesseis – A Estrada da Morte que traz uma gama de emoções enormes, que me deixou alegre e tensa, que me divertiu, que me vez intensa como a própria história. Simone Pesci você deixou meu precioso coraçãozinho em pedaços em alguns momentos do livro, deixou-me irada com algumas personagens que tive vontade matar, pois são a verdadeira expressão de egoísmo, mal caratismo, falta de respeito e abuso de um pseudo-poder e autoridade. Prepare-se para se rebelar com um delegado abusado e autoritário, um cara chamado Samuel, filho do prefeito, que é a arrogância em pessoa e um prefeito não muito diferente do que temos na vida real.

O que falar da forma como a Simone Pesci escreve? Lindamente, magicamente ela envolve o leitor do início ao fim, ela está presente no livro e eu a senti, porque ela é intensa, acredita na vida, no amor e na superação. A diagramação do livro foi incrivelmente bem trabalhada, a capa tem total ressonância com a trama, título traz a intensidade da trama, pode acreditar.

Eu e Dezesseis, o Livro!
Estar com você foi mágico e surpreendentemente intenso.
Você me fez voltar e reviver um tempo passado que foi cheio de alegrias, mas deixou saudades.
Você me mostrou que estou certa amar vale ama, acreditar no amor sempre.
Você que reafirmou a minha crença na fidelidade da amizade e que irmãos podem não ter laços sanguíneos e nem morar sob o mesmo teto.
Você me mostrou que injustiças acontecem e nem sempre as compreendemos.
Você me mostrou que algumas coisas que não entendemos nos fazem revoltar e questionar Deus e o Universo, mas também recuar e entender que tudo faz parte do Viver.
E que estamos aqui de passagem numa viagem que certamente tem começo, meio e fim... para esta vida, ...quando então outra se inicia, ainda incerta, desconhecida...
Com você vivi a intensidade de um cara, o equilíbrio de uma garota, a entrega de outra e a quase insanidade de que tudo vale a pena se a alma não for pequena.
Valeu Dezesseis, o Livro.
Valeu Simone Pesci, sua linda e intensa amiga que tem muito mais para compartilhar e presentear o leitor, estou esperando sua próxima criação. Enquanto isso, lerei Entre o Céu e o Inferno.

Gente, leia Dezesseis – A Estrada da Morte e se surpreenda com uma história e um final nada clichê.
“Doamo-nos por inteiro: de corpo, alma e coração. E assim a palavra se tornou prata, o silêncio se tornou ouro, e o nosso amor, a cura.” Pág. 124

Curtam a maravilhosa Playlist.



1)  Dezesseis – Legião Urbana
2)  Velha Infância – Tribalistas
3)  Beautiful Girl – INXS
4)  Por Perto – Pato Fu
5)  Piece of my heart – Janis Joplin
6)  No sleep till Brooklin – Beastie Boys
7)  Strawberry Fields Forever – The Beatles
8)  Pensando em você – Paulinho Mosca
9)  California uber alles – Dead Kennedys
10) Thank you for loving me – Bon Jovi
11) Fogo – Capital Inicial
12) L´avventura – Legião Urbana
13) Starman – David Bowie
14) Mais uma vez – Marisa Monte
15) Refrão de Bolero – Engenheiros do Hawaii
16) Should I stay our should I go – The Clash
17) Por Você – Barão Vermelho
18) Better be home soon – Crowed House
19) Wild Horses – The Rolling Stones
20) Here I go again – Whitesnake
21) Eu Sei – Papas na Língua.

Beijos musicados e emocionados!
Tânia Bueno

11 comentários:

  1. AI-MEU-DEUS! Eu perdi o fôlego agora. S2
    Tania do céu, que palavras foram essas?
    Eu queria tanto que você lesse um texto meu, era algo importante, afinal, pelo pouco que conheço de você, sei o quão é intensa (e de coração), e pessoas intensas e de coração decerto serão tocadas tanto com Dezesseis quanto com #EOCEOI.
    Você não faz ideia da minha alegria. \o/\o/\o/
    Já li e reli suas palavras por diversas vezes e estou de queixo caído.
    Amiga, quem diria... Você teve tanto medo de ler #EOCEOI e, por fim, rendeu-se a Dezesseis. Agora vou ficar mega ansiosa para ter um parecer seu sobre "Entre o Céu e o Inferno", e já aviso, ele é ainda mais intenso. rs
    Meu Deus, ainda estou de queixo caído!
    Obrigada pela força de sempre e principalmente por dedicar parte do seu tempo para/com a leitura. Eu mega, ultra, max, blaster amei suas palavras. \o

    Amodoroooo você! S2

    Beijosssssss

    Simone Pesci

    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiee!!
    Estou louca para ler esse livro, primeiro por que dramas adolescente me interessam e muito e segundo AMOOO LEGIÃO!!
    Tenho certeza que irei me envolver e me emocionar com essa história!!
    É bom demais quando um livro é tão bem escrito que você acaba com o coração em pedaços no fim!!
    AMEI A RESENHA!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Só de ler que é baseada em Dezesseis eu já fiquei doida para conheucer essa história, mas ao mesmo tempo tenho tanto receio da escrita da autora não me agradar, me fazer odiar a história, ficar com a sensação de que ela usou algo tão sólido como uma música do legião e que não fez algo bom. Enfim, mesmo assim pelo vito não parece o caso e agora eu estou louca para ler Tnia, socorro!

    ResponderExcluir
  4. Ahhhh que resenha linda.
    Com certeza essa história é mágica, os personagens são mágicos e a Si... Nossa sei lá ela é de outro mundo. Não sei com essa mulher consegue tanto assim chegar em nosso coração, mas ela consegue, é um dom único.

    Parabéns você conseguiu demonstrar mesmo o que o livro nos transmite.

    Beijos
    Fer
    http://www.matoporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Tania, tudo bem??
    Amei demais a sua resenha...
    Gostei da forma como colocou a sua opinião... como você descreveu seus sentimentos durante a leitura do livro... é perceptível como o livro te envolveu e como você abraçou toda a história... isso só me dá mais certeza de que eu vou curtir a história quando eu tiver a oportunidade de ler... parabéns viu... sua resenha ficou maravilhosa... me encantou completamente, me deixou mais curiosa para ler o livro que por sinal está divino... Xero!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Tânia, tudo bem?
    Eu me lembro desse livro, porque vi ele ser divulgado por aqui. Minha adolescência foi muito boa, tenho uma recordação muito boa.
    Fiquei interessada na leitura, principalmente por ter protagonistas tão fantásticas e reais, isso realmente me desperta a atenção. Além de ser legal saber que a autora envolve o leitor e com sua resenha maravilhosa fiquei interessada.

    Beijos,
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  7. Tania lindona que resenha maravilhosa amiga e como mexeu com suas emoções.
    Tenho lido muitos elogios a esse livro, o fato de ter algo ligado a Legião Urbana já havia me chamado atenção. Gostei de saber da intensidade do protagonista acredito ser esse o grande ponto forte do livro , fazendo o leitor se afeiçoar a ele. Já sei que terei que ler com uma caixa de lenços pelo visto. Quero ler em breve. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!!

    Eu não li esse livro mais o vi aqui no seu blog uma vez e acho até interessante o enredo,
    O inicio do livro é bem parecido com um que eu li a um tempo, mas depois ele muda completamente o que eu gostei.
    Fiquei curiosa em relação a esse final tão diferente hoje tá cada dia mais dificil achar algo original!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  9. Uauuu!! Que resenha, só digo isso!!

    Quando teve aquela semana de divulgação do livro, eu já senti vontade de ler, com essa sua resenha só aumentou ainda mais essa vontade. Parece ser um livro bastante envolvente, com uma trama de personagens bem diversificados, alguns que a gente vai amar e se sentir parte daquela turma, e outros que vamos odiar. Que bom que o livro não é nada clichê e passa mensagens tão importantes, e o que dizer desse seu poeminha... amei!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  10. Oi! Acompanhei alguns posts de divulgação da livro e não lembro se havia ficado interessada, mas sei que agora carimbei esse livro como "desejado". A premissa é incrível, ainda mais tratando a adolescência de uma forma bem sincera com o leitor hahah


    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi Tânia, tudo bem?
    Está aí um livro que me interessa muito, ainda mais por saber que foi inspirado em Dezesseis, de Legião Urbana. Gostei muito da proposta do livro e da abordagem dos problemas vivenciados na adolescência. Com certeza quero ler.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir