slide

Domado #3 - Emma Chase

26 maio 2016

Resenha por:  Tânia Bueno
Título:  Domado
Autor(a):  Emma Chase
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance erótico
Páginas: 222
Compre e Compre: Submarino
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Matthew Fisher é mais um sedutor de Nova York. Seu trabalho como agente de investimentos lhe permite desfrutar de alguns prazeres materiais e morar em um apartamento com vista para o Central Park. Matt também é um mulherengo incorrigível. Ele admite que, enquanto não encontra a Senhora Certa, se diverte com todas as Senhoras Erradas.
Deloris Warren é uma garota diferente. Seu trabalho como química de combustíveis aeroespaciais não a impede de ser uma mulher bela, sensual e espontânea. Deloris é do tipo decidida principalmente em relação a homens. Por ter tido seu coração partido, ela resolve não se envolver mais em compromissos e apenas aproveitar os encontros casuais pelas noites de Nova York.

Estou seguindo a maratona Atraído uma série de quatro livros fantásticos da Emma Chase, não sei como ela não está escrevendo há muito mais tempo, já que esta série é a estreia da Emma como escritora. Então chego ao terceiro livro que é DOMADO e ele nos coloca em contato com um casal que foge de qualquer padrão, pois Deloris Warren que é a melhor amiga de Kate e Mathew Fischer que é um sedutor homem que trabalha com investimentos em Nova York e um dos melhores amigos de Drew Evans que conhecemos em Atraído e Enroscado.

Deloris, epa epa, epa... hahaha, para não arrumar briga com ela trate-a como Dee ou Dee Dee, pois ela não gosta do seu nome. Dee é uma mulher despachada, química que trabalha em um projeto para a Nasa e se veste de forma extravagante para assustar os homens, até porque quando ela os quer ela os têm. Ela é incomum, forte, autêntica, fala o que pensa, não se preocupa com a opinião dos outros, é justa e se tiver que ser cruel para defender uma amiga, o fará sem o menor constrangimento, ela é maluquinha, divertida e suas experiências amorosas foram sempre um desastre, razão pela qual não quer nada sério com ninguém. Ela ama dançar e ama a agitação de Nova York.

Mathew faz parte do grupo de amigos que se conhecem desde a infância, são praticamente irmãos e depois de algumas decepções amorosas juraram curtir a vida adoidado, transar muito e jamais passar para o lado negro que para eles é casamento. Steven já está do lado negro, mas de negro não tem nada. Casado com Alexsandra, irmã de Drew, são apaixonados e tem como fruto desse amor a espetacular filha Mackenzie de 4 anos que continua lindamente inteligente e perspicaz, ela é muitíssimo engraçada e é impossível não rir com as suas tiradas.

Mathew é um, jovem rico, ponderado, divertido e justo que amou uma vez e foi traído pela bruxa da Rosalinda e desde então se fechou para qualquer relacionamento duradouro. Os amigos têm algumas regras como não sair com a mesma garota mais de uma vez, não telefonar e não levar nenhuma para suas casas.  Mas, tudo começará a mudar para Mathew e Dee que começam a sair despretensiosamente, pois ambos estão firmes em não ter nenhum tipo de compromisso, ambos têm os seus traumas, os de Dee um pouco mais tensos que a fez optar apenas por passar a vida curtindo. Entretanto, a vida e as convicções dessas duas pessoas incríveis começam a mudar e elas começam a experimentar coisas novas, como por exemplo, sentir a falta do outro e em meio a algumas situações inusitadas e muito divertidas o leitor se entrega de corpo e alma e vive com eles muitas descobertas, compartilham muitas risadas e sente algumas dores. Fato é que um tem muito a ensinar ao outro e de quebra nós leitores refletimos sobre algumas coisas bacanas como amizade, fidelidade às pessoas amigas, valorização da família e muitas outras coisas.

Bom, minha gente, a história é maravilhosa tanto que comecei a sentir saudade desse casal antes mesmo de terminar a leitura. A narração é em primeira pessoa pelo Mathew, seguindo a linha dos livros anteriores o protagonista conversa com o leitor, gosto muito disso, porque me fez sentir dentro da trama. Em sua narração Mathew vai dando algumas dicas para os meninos e para as meninas. As cenas de sexo estão totalmente dentro do contexto e são fruto de um sentimento maior. A história não está centrada no erotismo e sim em um romance em que os personagens se superam a cada dia e a conquista é uma tarefa árdua para Mathew, mas às vezes é preciso deixar a outra pessoa entrar em contato com seus demônios e entender que nem todos são iguais, ela precisa dar uma chance a si mesma e deixar de acreditar que estraga tudo.

Emma Chase continua com sua escrita envolvente e surpreendente, não é atoa que ela conquistou e continua conquistando leitores fãs pelo mundo a fora. Não encontrei nada que desabone o livro que tem boa diagramação, a capa é linda e traduz o que é a trama, o tom de azul da capa passa tranquilidade e aconchego, embora nossos protagonistas sejam muito intensos em tudo. O final é muito interessante com um dos amigos questionando o outro o tempo todo, deu até vontade dá um soco no nariz dele. Mas você só saberá do que estou falando lendo o livro.

Mais que indicado para pessoas que gostam de romance, como eu que amo. Tem humor, tem cenas de sexo, tem romance, tem uma trama muito bem elaborada, enfim vale a pena ler.


Sobre a Autora

De dia, Emma Chase é uma dedicada esposa e mãe que mora em uma pequena cidade em Nova Jersey. À noite ela é um cruzado teclado, labutando as horas para trazer os personagens coloridos e suas palhaçadas sem fim à vida. Ela tem uma relação de amor / ódio de longa data com a cafeína. Emma é uma leitora ávida. Antes de seus filhos nasceram, ela era conhecida a consumir livros inteiros em um único dia. Escrever também sempre foi uma paixão e com o lançamento 2013 de sua estréia comédia romântica, Atraído, a capacidade de agora chamar-se uma autora é nada menos do que um sonho tornando-se realidade






Beijos só um pouquinho domados!
Tânia Bueno

12 comentários:

  1. Eu ainda não conhecia a série mas pela resenha desse livro eu já fiquei interessada. Gosto do gênero e acho que pode ser uma boa leitura. Gostei de ver a sua opinião sobre a obra e fiquei muito curiosa para saber mais sobre o desenvolvimento da trama. Também gostei bastante da capa.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu gostei da configuração da Dee, achei bem interessante por ela ser decidida e um pouco maluquinha, como você mencionou. Mathew não tenho dúvidas é o par perfeito para Dee. Gostei da narrativa em primeira pessoa e incluindo o leito, achei bem interessante. Ainda não li nada da autora, mas pela sua resenha percebi que a escrita dela realmente é boa. Vou anotar a dica aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Conheço a série, conheço a autora, mas ainda não consegui ler, estão na minha lista de leitura já tem um tempo! Lendo sua resenha, já vi que perdi tempo demais para ler. Já vi ótimos comentários sobre e os seus só confirmaram que essa série é do tipo que gosto, com tramas envolventes, engraçadas, que te prende ao livro.
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie, Tânia!
    Eu ainda não li os livros da Emma, mas confesso que esse é um dos que mais me chamou a atenção, e ao ler sua resenha minha vontade de ler a obra aumentou, pois amo os romances em que a cumplicidade do casal vai sendo bem desenvolvida e esse parece o caso.
    Beijinhos!
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nada dessa autora, mas tenho muita curiosidade em ler suas obras. E com essa série não seria diferente. Fiquei mais motivada depois de ler suas considerações também.
    Obrigada pela indicação!
    Beijos, Fer (FECPRATES)

    ResponderExcluir
  6. Eu AMO essa saga, fiquei fascinada com o primeiro livro, achei fantastica a sacada da autora, ele no começo confundindo sintomas da paixão com gripe hahaha sem contar que é uma das poucas autoras que coloca o homem como narrador, quando o assunto é romance. Acho a autora meio doidinha, me lembra Rachel Gibson, mas isso é tão engraçado, sem duvidas é um dos melhores romances que já li;

    ResponderExcluir
  7. Oi Taninha, sua linda, tudo bem?
    Nesse ritmo vai ler o quarto antes de mim, risos.. Adorooooooo a Dee Dee, ela é o máximo, não tem ninguém como ela, super autêntica, como você falou. Esses meninos não têm jeito, a vontade que eu tenho é de pegar a cabeça de todos eles e bater uma nas outras, kkkkk Brincadeirinha. O que mais gosto é realemtne os valor familiar e a amizade entre eles, até porque nesse livro, a amizade e tratada como família, eles todos se amam e se protegem, um cuidando do outro. É lindo mesmo de se ver. E recomendo a todos, porque a autora se destaca colocando os meninos conversando com os leitores, gente, acreditem, é impagável.
    Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tânia.
    Não conhecia a autora nem a série, mas pela sua resenha já deu pra perceber que é bem legal.
    Gostei muito da personagem Dee Dee só pelas suas descrições kkkk ela me pareceu ser bem divertida. Personagens assim me conquista facilmente :)
    Espero um dia poder conhecer esse trabalho da autora. Beijos!

    www.quetransborde.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia a série, nem a autora, mas confesso que a trama não me atraiu muito. Não curto romances/romances eróticos e infelizmente o livro não chamou minha atenção. Mas para quem gosta deve ser um prato cheio. Livros como esse estão super em alta.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Oi Tânia.

    Mais uma resenha sua que leio dessa série e minha vontade é sair correndo para uma livraria para adquirir a série completa. Eu realmente preciso degustar todas as histórias que contém nela, principalmente porque adoro o gênero.

    Bjos
    Histórias Existem Para Serem Contadas

    ResponderExcluir
  11. Não li ainda essa série, mas sua resenha me deixou muito empolgada, pois também gosto bastante quando o narrador conversa com o leitor, acho diferente!
    A trama em si me atraiu muito também, vou iniciar pelo primeiro da série!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Eu sou meio, pra não dizer muito, chata com alguns gêneros literários. E infelizmente esse é um deles. Já li alguns livros, mas não fora experiências legais. Daí pra frente nunca mais me aventurei nesse gênero. Porém, sei que sou uma minoria. Muitas pessoas amam esse tipo de história. Mas independente da minha opinião, fico feliz por você ter gostado.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir