slide

A maldição de Malévola - Elizabeth Rudnick

23 janeiro 2017

Resenha por: Tânia Bueno
Título: A maldição de Malévola – A história da Bela Adormecida
Autor(a): Elizabeth Rudnick
Editora:Universo dos Livros
Gênero: Fantasia, Literatura infantojuvenil
Páginas: 192
Compre e Compre: Buscape
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Aurora sempre teve uma vida simples. Ela ama explorar a linda floresta e os Moors encantados que cercam o pacato chalé em que mora. Sente-se confortada em saber que a fada madrinha sempre está por perto, vigiando-a com atenção. Até gosta das estabanadas, porém bem-intencionadas, tias. Contudo, quando Aurora descobre um segredo obscuro a respeito de seu passado, seu mundo inteiro vira de ponta-cabeça. Conseguirá Aurora salvar-se da maldição iminente? Ou um destino predeterminado selará o seu futuro?

Preciso começar com a dedicatória do livro e que diz muito e que concordo muito. #merepresenta. Hahaha e quem não têm dias de herói e de vilão? Em cada um de nós em cada ser humano habitam dois mundos, sentimentos antagônicos e por isso, muitas vezes, somos incoerentes e são justamente as incoerências, a dualidade que nos fazem seres únicos.
“Para todas as criaturas ”boas” e ruins do mundo.
Pois, como se costuma dizer a diferença entre um herói
e um vilão muitas vezes depende da perspectiva."

Ah! Como amo a Malévola e fiquei enlouquecida quando a Unverso dos Livros lançou esta obra magnífica que traz a minha adorada Malévola como heroína e não como uma vilã sem alma e sem emoção alguma. Sim, ela é uma fada e embora eu ame bruxas, Malévola não é uma bruxa e como tudo na vida tem uma razão de ser e sempre ouvimos um lado da história, quando crianças conhecemos a “Má-Levola” e agora temos a oportunidade, embora já adultos, de conhecer o outro lado da história, o lado da Malévola e sabe aquela máxima que diz jamais tire conclusões sem conhecer as duas versões de uma mesma história? Pois é, de cara já fico com o reforço desse ensinamento no qual acredito muito.
“... existem humanos terríveis. Monstros. Mas também existem fadas e animais malvados por aí, assim como existem dos bons aos montes. Os humanos não podem ser todos ruins.” Pag 20

Então vamos aos fatos, quando criança, Malévola era uma fada muito poderosa, e exatamente por isso, quando adulta se tornou a guardiã dos Moors, seres mágicos odiados pelos humanos. Ainda quando criança era divertida e adorava trolar as outras fadinhas junto com o grande e fiel amigo gnomo Robin, vivia feliz na terra de Moors. Ficou órfã porque seus pais acreditando que os povos mágicos poderiam viver em harmonia com os humanos depositou total confiança nestes e por estes foram assassinados e Malévola ainda pequenina foi criada por outras pessoas, mas como os pais ela também acreditou que poderia sim viver em harmonia com os humanos.
“ Os Moors é o reino das Fadas, eram lugares de grande magia e de incrível beleza. A natureza era o cento do mundo, todas as criaturas trabalhavam para garantir que as árvores crescessem, que as plantas vicejassem e que a água doce corresse.” Pag 105.
Eu achei linda esta descrição do Moors das Fadas e me encantou, aliás o livro todo é encantador.

Malévola encontra o humano Stefan que consegue entrar no mundo mágico de Moors, começam uma amizade ainda crianças, ele se mostra um humano confiável, pelo menos é o que Malévola acredita, ela descobre o amor por um humano, Stefan é o felizardo, mas ele tem um plano sinistro para se destacar no reino dos humanos e este plano leva em consideração trair a doce Malévola que confiou cegamente nele.  Gente, pensa em uma dor imensa. Pensa em uma traição sem limites que literalmente tira sua essência, corta parte importante do seu ser. Pensou? Pois é, o rapaz fez isso e a abandonou desolada, sem rumo, sem nada com uma profunda dor na alma e assim amargurada e só pensa em vingança, até que descobre que Stefan não é mais um menino, mas um rei e pai de uma menininha Aurora e na celebração de seu nascimento, no momento das fadinhas desejarem à Aurora coisas boas para sua vida inteira...eis que surge a minha adorada Malévola e deseja algo bem pesado para uma bebê, mas ela volta atrás e diz ao rei que somente o beijo de alguém que verdadeiramente a ama poderá lhe devolver a vida, até aqui conhecemos a história, então não considere isso spoiler.



Assim, para fugir da maldição de Malévola o rei determina que até os 16 anos Aurora seja cuidada pela três fadas madrinhas que a contra gosto vai com a bebê para a floresta, mas com o decorrer dos anos descobrimos uma Malévola que acompanha o desenvolvimento da criança e a bem da verdade é conquistada pela inteligência e sagacidade dela. Então temos uma Fada – a mais bela do mundo de Moors que se transformou em uma Feiticeira e que tem sua vida ressignificada a partir de sentimentos a muito enterrados.

Temos a jovem Aurora que cresceu achando que os pais morreram, temos três tias que são na realidade fadas disfarçadas de humanas que por 16 anos não pôde usar seus poderes. Aurora é curiosa e vive experiências lindas, considera uma sombra que sempre sente e vê como sua fada madrinha, prepare-se para se surpreender com isso e é de uma delicadeza e lindeza incríveis.



Este conto recontado é de uma riqueza e de uma delicadeza enorme, mas nem tudo são flores e enquanto temos o mundo de Moors alegre, lindo e que Aurora conhece sem as três fadas (tias) saberem, temos um castelo frio, cheio de espinhos que mostra a realidade da avareza humana, arrogância de um rei e um povo totalmente sem vida e dominado por sua loucura.

O livro todo é maravilhoso com gravuras incríveis, os capítulos são encantadoramente marcados, a autora tem uma escrita envolvente e fluida, encontramos muitos ensinamentos e pontos para reflexão sobre o nosso mundo real e mágico, aquele que trazemos em nós e que nos fazem imaginar, sonhar e planejar, muito embora, muitas pessoas o neguem. (hahaha)


A autora claramente se preocupou em contar o outro lado da história do ponto vista de uma vilã que bem tão vilã assim, mas que reagiu a uma ação praticada covardemente contra ela que deixou marcas profundas e mais um ensinamento vem neste meu devaneio consciente: que marcas nós queremos deixar nas pessoas e no universo? Será que estamos prontos para colher o que verdadeiramente plantamos? Que sentimentos e emoções nutrimos pelos outros e por nós? É possível o ódio ser vencido pelo amor? O amor é realmente poderoso para algumas pessoas? (Ah! Esta resposta você terá lendo este livro.). A Arrogância e o desejo pelo poder podem ter efeitos danosos?

Livro mais que indicado pessoas que ama fantasia, contos de fada e se alegra em conhecer a versão da pessoa que desde criança acreditamos ser a vilã ou vilão, leve e divertido e ainda sim cheio de pontos reflexivos.

Então, preparem-se para se surpreenderem e se divertirem


A Autora: Elizabeth Rudinick Elizabeth Rudnick é uma autora, editora sênior na Disney Press em NY e uma aficionada de cultura pop (que soa muito mais profissional do que uma viciado em televisão e fofoca). Ela já escreveu mais de trinta livros incluindo romances Tweet Heart, Pete´s Dragon: The Lost Years, eo best-seller juvenil homônimo baseado no live-action de Cinderella. Ela vive em Cabo Cod no Estado de Massachusetts nos Estados Unidos com seu seu marido e três amáveis vira-latas: Jack, Ginger e Belle




Ficha técnica show!

Disney Malévola – A Maldição de Malévola- A História da Bela Adormecida
- Adaptado por: Elizabeth Rudnick
- Ilustrado por Nicholas Kole
- Baseado no roteiro de Linda Woolverton
Produtores executivos:
Angelina Joliem Don Hah, Palak Patel, Martt Smith e Sarah Bradshaw
Produzido por Joe Roth
Dirigido por Robert Stromberg

E agora com vocês parte equipe de ouro da amada editora Universo dos Livros:
- Diretor editorial: Luis Matos
- Editora-chefe: Márcia Batista
- Assistentes editoriais: Aline Graça e Letícia Nakamura
- Preparação Nina Soares
- Revisão Alexandre Baruti e Geisa Oliveira
- Arte: Francine C. Silva e Valdinei Gomes
- Adaptação de capa e projeto gráfico: Francine C. Silva


Beijos sempre cheios de fantasias e algumas vilanias, hahahaha
Tânia Bueno





29 comentários:

  1. Oiii!

    Tânia, eu estou encantada com essas obras. EU AMO conto de fadas e sinceramente, adoraria viver em um hahahah. Eu conhecia o livro, mas não sabia afundo qual era o objetivo da obra e adorei!
    Dica anotadinha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ani, como você também amoooo conto de fadas, você vai adorar A Maldição de Malévola, na realidade é uma verdadeira história de arrependimento que transforma a amargura por amor.

      Excluir
  2. Eu acho interessante releituras e coisas do tipo, mas o problema é que não gosto nada de contos de fadas ou fantasia, então essa é uma leitura que eu passaria.
    Porém, gostei muito das fotos que você colocou e imagino que a edição esteja linda mesmo. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tânia!
    Ah, a história do livro é a mesma do filme? Tenho visto esse livro sempre que vou nas livrarias da minha cidade, mas nunca paro para prestar atenção de verdade nele. Acho que, para quem gosta muito dos contos de fadas esse é um exemplar que não pode faltar na estante, né? [acho que por isso eu vou precisar de um para mim haha] Adorei a resenha, aliás!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória, o livro é baseado no filme, não sei se foram lançados na mesma época lá nos USA.

      Excluir
  4. Eu adoro releituras, mas quando soube que esse livro seria sobre a Malévola, e que no fim mostraria que ela nem é tão vilã assim, fiquei ainda mais animada para ler. Sua resenha só reforçou minha vontade. Não sabia que ela era uma fada, jurava que era bruxa mesmo! :O
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Dessa, ela era uma linda, alegre e bem humorada fada. Leia sim que você vai gostar demais, depois me conta.

      Excluir
  5. Olá!

    Não sou fã dos contos de fada, mas teria esse livro só pelas ilustrações, estão maravilhosas! Minha mãe é muito fã da Malévola, ela iria adorar esse livro!

    ResponderExcluir
  6. Helloo, tudo numa nice?!
    Acredite ou não, eu nunca assisti Malévola. Assisti ao filmes antigos da Bela Adormecida, mas faz muito tempo e nem sei se tem a ver. Tem? Eu não gosto muito de ler livros quando já tem filme ou então seriado. Não gosto de ver o que já vi duas vezes, não curto ficar repetindo. Mas como nunca assisti parece ser uma boa. Gosto de contos de fadas. *-*
    Beijin...

    ResponderExcluir
  7. Oi Tânia.

    O livro todo deve ser maravilhoso mesmo, com gravuras incríveis que você mostrou nas fotos. Deu muita vontade de adquirir o livro para coleção, ainda mais sabendo que autora preocupou em contar o ponto vista da vilã.Minha curiosidade está a mil!

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia nada sobre a Malévola, só vi o filme e jurava que ela era uma bruxa!!! Fiquei bem curiosa para conhecer mais sobre ela, afinal, ela não é tão má assim.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Que legal conhecer melhor um pouquinho da história de Malévola, aquela que realmente era uma das mulheres mais malvadas dos contos infantis e tentava impedir que a princesa Aurora fosse feliz! Que bom saber que ela teve seus motivos, que confiou cegamente em um humano e foi passada para trás com uma traição. Não que justifique completamente, mas faz com que tenhamos um pouquinho de compreensão por ela. Fantasia realmente não é meu forte, mas sendo uma releitura de conto de fadas, acho que esse entrará para minha lista de leitura.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Hey, Tania!

    Menina, estou em uma vibe de ler contos de fadas e releituras dos mesmos e para ser bem sincera a cada dia fico mais encantada com as releituras. Como o ser humano tem tanta criatividade. Ultimamente estou lendo a trilogia encantadas e não tenho palavras para descrever, engolindo um em cada dia!
    Quero muito ler A maldição de Malévola – A história da Bela Adormecida pela sua resenha parece que o livro promete muito!
    Amei a resenha muito envolvente e bem construída
    Beijos Bella Martins

    ResponderExcluir
  11. Que livro lindo! Adorei as ilustrações, a história, tudo... O filme da Malévola é um dos meus favoritos, e gostei muito de saber da existência do livro =)

    ResponderExcluir
  12. Olá! A capa do livro é linda e adorei a sinopse. E que dedicatória é essa? AMEI! Acho legal ver a história através dos "vilões". Pelo jeito o livro passa várias mensagens e reflexão e você captou direitinho. Haha' Adorei conhecer a obra e saber sua opinião sobre ela, sua resenha me despertou interesse pelo livro, amo adaptações de contos de fadas. Beijos'

    ResponderExcluir
  13. Oi Tania, tudo bem?

    Me apaixonei por esse livro só pela sua resenha, será que é possível?! haha'

    A capa está muito linda, a editora fez um trabalho incrível! E saber que essa beleza também se estende ao interior com essas gravuras lindas... fiquei mais do que curiosa!
    Outro ponto que me chamou a atenção é isso de que a autora mostrou o lado da vilã, trazendo a luz o fato de que ela não era tão vilã assim. Acho que todos temos a luz e a escuridão dentro de nós!

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  14. Oi Tânia, tudo bem?

    Eu sou apaixonada por releituras que contam o ponto de vista do lado que na maioria das vezes é considerado como "mal".
    Assisti ao filme da Malévola e pelo visto ambas as histórias possuem muitos pontos em comum, então fiquei bem curiosa para ver essa história escrita. Se seguir o rumo do livro, sei que irei chorar e me emocionar muito. Já quero ler! Sua resenha está transbordando sentimentos e amor, assim como no fundo a Malévola transborda pela Autora.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oii, tudo bom?

    Admito que não conhecia a história da Malévola, não vi o filme e quando criança eu não costumava ler contos de fadas. Mas parece tão triste, confiar e ser destruída, acontece tanto e é tão ruim. Mas, mesmo sendo triste, passa uma mensagem importante aos leitores e acho que é isso que importa.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá Tania,
    Ainda não conhecia esse livro, mas achei ele muito interessante e fiquei mega curiosa para conhecer essa obra, pois gosto muito dessa ideia de saber o que existe do outro lado, sabe? E, pelo visto, a autora trabalhou isso muito bem.
    Dica anotada, sem dúvidas.
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Que edição linda!!! Adoro a história de Malévola e a "praguinha" da aurora!! <3
    Não conhecia esse livro! Fique mega interessada!
    Obrigado pela resenha!!

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  18. Ah que livro lindo, sou apaixonada por essa história e fiquei encantada com a edição desse livro, comas ilustrações... adorei conhecê-lo e adorei sua resenha. Já quero pra ontem!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá! Ainda não conhecia esse livro, mas ele é muito lindo!
    Eu amo contos de fadas e Disney! Vou procurar por aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oie, Tânia!
    Eu vi o filme e amei! Achei magnífico mostrarem que a vida não é preto e branco, bem e mal. Eu vi esse livro recentemente e estou doida para lê-lo, mas tenho certo medo de ser como Branca de Neve e o Caçador, que eu não gostei do livro, pq o achei superficial. Mas vou arriscar!
    Bjus

    ResponderExcluir
  21. Olá Tânia, tudo bem?
    Adorei a sua resenha.. como sempre você arrasa... pela sua descrição o filme é bem fiel ao livro... porque enquanto eu lia a sua resenha as imagens do filme vinham na minha mente... realmente a história de malévola é bem sofrida e ela mereceu uma redenção e a amizade de Aurora... Xero!

    ResponderExcluir
  22. Oi Tânia, tudo bem?

    Eu não conhecia esse novo livro que reconta a história da Bela Adormecida, mas fiquei tão feliz em a autora quebrar os paradigmas e mostrar a verdadeira história por trás da Malévola <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Adoro releituras de contos de fadas, adoro imaginar o já conhecido por um outro ponto, um outro aspecto. E acho que todos os vilões não são totalmente malvados, pelo menos não o tempo inteiro. E isso é o que mais me chamou a atenção nesse livro.
    e se ele já começa logo na dedicatória ganhando o leitor? Não tem como não querer ler cada página...
    Adorei as imagens :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  24. Adorei tudo. Muito boa resenha e o livro também. Não tinha conhecimento do livro e fiquei extremamente interessado com ele. Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  25. Oii, tudo bem?
    Realmente a maioria das crianças cresceu com essa ideia de que ela era malvada por natureza, mas agora podemos ver o outro lado, e eu acho isso uma coisa fantastica. Eu gostei muito da historia do livro e ele é muito parecido com a historia do filme.

    ResponderExcluir