slide

Adorável Cretino 2 - Camila Ferreira

12 fevereiro 2018

Resenha por: Tânia Bueno
Título: Adorável Cretino 2
Autor(a): Camila Ferreira
Editora:Universo dos Livros
Gênero: Romance erótico
Páginas: 256
Compre e Compre: Bucapé
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Mesmo para alguém mulherengo e sedutor como Jason Hoffmann, a vida prega peças. Se antes ele vivia à caça de belas mulheres seu bel prazer, agora o empresário está firme num relacionamento. Hellen tem uma personalidade forte, encantando Jason cada vez mais, embora isso não impeça que ele ainda sinta ciúmes da namorada. O fato de suas famílias começarem a conviver também não o deixa confortável.
A novidade de uma relação monogâmica assusta Jason, mas também o deixa muito feliz, e isso se torna evidente quando decide mostrar a Hellen que não é mais aquele cara mulherengo. Entre momentos de paz e de brigas Jason e Hellen são arrebatados por uma notícia bombástica para ambos.

Este é o segundo livro da duologia Cretino da autora Camila Ferreira eu estava bastante ansiosa para ler a continuidade da história de Jason e Hellen que me conquistaram no primeiro livro, Leia a resenha do livro 1 AQUI. O casal continua junto, a química deles continua intensa, mas permeada por ciúmes de ambos e muitas vezes por alguma insegurança, justamente por interpretarem algumas coisas e não perguntarem, aliás, se tem uma lição que se aprende com esta trama é esta: não tire conclusões precipitadas, não aja por impulso porque certamente se arrependerá e em muitos casos não tem volta. Sim, isso mesmo! Ou terá que lutar muito, fazer o impensado para reverter a situação e ainda assim ficarão marcas. Nossa, Tânia, sério isso? Sim, vamos lá: faça o seguinte exercício pegue uma folha de papel em branco, com um lápis faça riscos que quiser ou apenas um pequenino, agora apague o máximo que puder com uma boa borracha. Observe a folha. Ela voltou a ser o que era antes? A resposta é: não. O risco do lápis não está mais lá, mas ficou uma marca indestrutível que servirá para lembrar o aprendizado seja de que forma for.

Feita a pausa para reflexão, sigamos. A narrativa continua alternada entre Jason e Hellen, mas Jason se comunica o tempo inteiro com as leitoras com um diálogo bem humorado, deliciosamente ácido em alguns momentos e vai conduzindo as leitoras a algumas reflexões. Dois novos personagens são inseridos, a secretária sobrinha da Meg que a substituiu durante as férias e que para surpresa de Jason é uma pessoa com quem ele esteve no passado, ou seja, uma ex-presa. O outro personagem é o amigo de infância Matthew que aparece depois de anos e é outra pessoa, bem idiotinha em minha opinião, não é uma figura marcante, mas ele incomoda Jason já que o chatinho do Matthew dá um pouco mais de atenção para Hellen e no final ele leva uma boa dela que não precisa de homem algum para defendê-la. Aliás, adoro as mulheres que resolvem suas pendências sem mimimi.

Preciso destacar meu eterno carinho pelo lindo Tio Ted que criou o Jason e é um misto de avó pai, já que os pais do Jason morreram em um trágico acidente quando este tinha apenas 7 anos e a deliciosa Vovó Elise, avó da Hellen, pensa em uma velhinha de mais de 80 anos sem filtro algum e que mesmo na cadeira de rodas e estando em Vegas pede para ir a um bar de strippers. Os conselhos dela são hilários e gera constrangimentos em algumas pessoas, mas como digo sempre velhinhos podem ser o que quiserem, afinal como diz a Elise: “estou velha, mas não estou morta.” Ela fala que tem olhos para ver e admirar.

Tem alguns acontecimentos que confesso me cansaram e me deixaram irritada com Jason e com Hellen, pois foram surreais demais, coisas que na minha cabeça em livro algum é possível quem dirá na vida real. Enfim, ambos fazem besteiras e tentam punir um ao outro de forma muito infantil, precisando da intervenção dos dois velhinhos (avô de Jason e Avó de Elise), apesar de engraçado e interessante, não me convenceu.

Apesar de a autora manter a escrita boa, se estendeu demais em algumas narrações que ao invés de me envolver me irritou e confesso que fiquei tentada a pular algumas páginas, mas venci este desejo quase incontrolável e segui em frente.

Vale a pena ler Adorável Cretino 2? Vale por ser uma leitura ultra leve e descontraída e também para ver onde vai dar a história do garanhão que conheceu o amor e precisou aprender a ser monogâmico e a não tão determinada neste livro 2 Hellen. Mas, ok é um romance levinho sem grandes reviravoltas e bem humorado. Como gosto de livros com música, este me conquistou e também com os trechos que menciono a seguir que foram aprendizados:

“ ... só sei é que o correto mesmo é fazermos aquilo que temos vontade. Claro, desde que não prejudiquemos ninguém. Se você gosta de estar sozinho, fique sozinho. Se gosta de alguém do mesmo sexo ou se gosta de viver sem essas malditas regras e rótulos que, na verdade, são ditados pela sociedade, ligue o foda-se e seja feliz.” Pag. 06 (Genthy, adorei isso)

“ Sei que vocês mulheres, inventam que estão com dor de cabeça para não transar. Sim, usam o velho truque da “dor de cabeça”. Será que se esquecem que dizer isso é uma desculpa clássica e que já passou da hora de inventar outra? Vou te dar uma ideia nova: diga que está com dor no dedão do pé. Acho que essa será uma desculpa um pouco mais original.” Pag 17 
100% apoiado hahaha coisa chata essa de ficar inventando. Diga a verdade que não está afim, afinal quem disse que as mulheres tem que estar afim de transar sempre? Diz a verdade e com jeitinho, sempre funcionou para mim. #ficaadica

“ Não se engane mulheres podem frias e calculistas quando querem.” Pag. 34
Ok, concordo que prevalece na mulherada, mas eu diria que o ser humano pode ser assim quando quer. Pag 34

Nunca tinha penso nisso e concordo:
“Eu poderia dizer que minha vida deu um giro de trezentos e sessenta graus, mas estaria mentindo. Aliás, não sei por que as pessoas têm essa mania de dizer que a vida mudou quando se deu uma volta de trezentos e sessenta graus. Não. Uma volta de trezentos e sessenta graus significa sair de um ponto e retornar exatamente para o mesmo lugar, ou seja, é um círculo, e a sua vida voltou a ser como era antes. Definitivamente, esse não é meu caso. Tudo bem, você pode argumentar que, no meio do caminho, tudo pode acontecer e que pode até ser legal voltar ao início de tudo, mas não eu.
Acredito em mudanças quando não voltamos ao ponto de partida, já que é algo que não quero. E se você quer saber, posso ter dado, no máximo, uma volta de cento e oitenta graus, o que, para mim, foi uma mudança expressiva.” Pag. 99

“Quando deixamos as emoções falarem mais alto, sempre há arrependimento. Sempre. Isso é fato. Não faça nada de cabeça quente ou se arrependerá para o resto da vida.” Pag. 144

“O tempo não é corrosivo, mas não acredito que ele cure de verdade. Ele pode cicatrizar, deixar marcas e nos fazer pensar ou aceitar determinadas coisas, mas não acredito que cure. O tempo, na verdade, nos ensina a conviver com a dor.” Pag. 215

Indico o livro e espero a sua opinião, aguardo também os comentários da resenha.

Beijos nada cretinos.
Tânia Bueno

19 comentários:

  1. Oii Tânia como vai?
    Que resenha fantástica menina, realmente parece ser uma leitura bem caliente e envolvente para o leitor que goste desse gênero, estou aos poucos conhecendo e até mesmo me apegando fielmente, dica anotada e amei a capa! Vou ver se encontro em e-book.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar na história e parece ser o tipo envolvente, todo mundo gosta de uma história assim né? rs'
    Bjs!!

    Fernanda Reads <3

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre fiquei na duvida se lia essa história ou não, mas lendo sua resenha aqui agora vi que preciso ler imediatamente, adorei as suas reflexões, espero conseguir ler em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Que resenha gostosa! Já gostei do livro só pela resenha! Mentira, a capa é maravilhosa também! hahahahha Amo livrinhos assim, leves, doces, clichês!
    Dica anotada!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O livro não é lá muito meu estilo mas ADOREI sua resenha!

    ResponderExcluir
  6. Oi Tânia, tudo bem?
    Não conhecia essa duologia...kkk
    Nunca tinha escutado falar nela,mas acho que é, porque não leio romances há alguns anos, e ainda não li nenhum romance erótico.
    Gostei muito dessas frases que você adicionou no final da sua resenha mas, principalmente dessa:

    “Quando deixamos as emoções falarem mais alto, sempre há arrependimento. Sempre. Isso é fato. Não faça nada de cabeça quente ou se arrependerá para o resto da vida.”

    Parabéns pelo seu trabalho!
    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Tânia,
    Não conhecia esse livro e confesso que não fiquei muito interessada em fazer essa leitura, pois não simpatizo muito com o gênero e sua resenha não me convenceu. Achei os personagens fracos e cansativos, pelo menos, foi o que eu, Bruna, senti ao ler sua resenha. Também não gostei de saber que a autora se estendeu muito em alguns momentos. É uma dica que, infelizmente, vou ter que deixar de lado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia essa duologia, nem a autora. Infelizmente, não me interessei pela história, achei muito piegas, talvez, para quem gosta do gênero, seja uma leitura divertida, para mim, passo a dica. =/
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Não leio romances eróticos, então não é uma leitura que eu faria, porém para quem curte o gênero parece ser uma ótima dica. Adorei a resenha!

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Com certeza só pela lição retirada com a leitura sei que é um livro que vale a pena e que deveria presentear um monte de gente. Quando as coisas surreais, se a história for boa compensa, mas não tenho como defender se estender de mais, isso irrita qualquer um. No mais é um livro que se tiver a oportunidade quero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bom ?

    Não conhecia essa estória, mas gostei da sua resenha. Apesar de ser um romance clichê, gostei das reflexões proporcionadas pelo livro. Confesso que nao sei se seria um livro que leria, a estória nao pareceu tão fluida assim .. :(


    Beijos,
    Thalita Sousa

    ResponderExcluir
  12. Ai menina, nem li o livro 1 ainda :(
    Uma pena que o enredo deu uma pequena enrolada em alguns momentos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Eu adoro suas resenhas porque são sempre bem humoradas e sinceras, li o primeiro livro e gostei bastante, a narrativa alternada funciona demais comigo, fica tão mais leve!

    ResponderExcluir
  14. Ola
    Acompanho o Janson desde o wattpad (é faz um tempinho). Amo a Camila de paixão e as histórias dela (li todas).
    E fiquei muito feliz por ela conseguir publicar por uma editora , estou aguardando o meu exemplar chegar.
    #JansonBocaDliciosamenteSuja é uma deliciaaaaaaaaaa de se ler, dou altas risadas com a avó da Ellen. kkkkk
    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Oi Tânia,
    Tem coisa mais triste quando o enredo não sai do lugar? Acho que é por isso que tenho me jogado nos policiais kkkkk, a trama me deixa concentrada e queima meus neurônios kkkk. Uma pena o livro não ter sido tudo que você esperava, eu não conhecia ainda, e confesso que acabei não me interessando muito, mas espero que o próximo seja melhor.

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bem?!Então eu li o primeiro livro e gostei bastante, mesmo que não tenha me arrebatado como eu imaginei que pudesse. E esse segundo ainda não consegui tempo para incluí-lo na lista. Mas sua resenha foi bem empolgante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Tania lindona saudades.
    Menina estou com o primeiro livro aqui em casa para ler, mas ainda não consegui.
    Com relação ao casal ter essas atitudes infantis confesso que irá me irritar bastante, certas atitudes convém com adolescentes e não adultos. Vou ler o primeiro livro com certeza.

    beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  18. Olá! Sua resenha ficou muito legal! Mas a premissa não me chamou atenção. Não é o estilo de história que curto, mas para quem é fã, deve ser uma história maravilhosa mesmo. Deu para perceber que ele é bem sedutor né, beijos!

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem? Não conhecia nem o primeiro volume, mas fiquei bem curiosa em saber mais sobre o mesmo. Não sou fã também de enrolações e estender narrativas que não se precisa, no entanto ainda sim vou dar uma chance. Adorei e dica anotada <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir