slide

Adorável Cretino - Camila Ferreira

11 janeiro 2016

Resenha por: Tânia Bueno
Título: Adorável Cretino
Autor(a): Camila Ferreira
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance erótico
Páginas: 256
Compre e Compre: Submarino
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Jason Hoffman é um empresário bem sucedido do ramo hoteleiro em Las Vegas. Sua vida se divide entre reuniões de trabalho e festas luxuosas à caça de belas mulheres que possam lhe proporcionar inebriantes noites de prazer. Com uma personalidade atraente e sedutora, ele sabe exatamente o que causa nas mulheres e, por isso, consegue seguir à risca uma de suas regras primordiais: jamais ficar com a mesma mulher por muito tempo.
E, apesar de ser um grande cretino, Jason terá que reconsiderar suas regras, visto que uma única mulher parece não ceder a elas. Hellen Jayne é inteligente, segura de si e sabe se valorizar no que diz respeito ao seu trabalho no meio turístico e aos homens, por isso não se deixa inebriar pelos jogos de sedução de homens tal qual Jason Hoffman. Após se conhecerem em uma festa e o flerte terminar no fundo da piscina, ambos terão de lidar com uma ironia do destino ao se reencontrarem no meio corporativo.
Você está convidado(a) a conhecer um pouco do mundo de Las Vegas mergulhando em Adorável Cretino, ops mergulhando da leitura do livro Adorável Cretino. Como Jason Hoffman é um pervertido deliciosamente assumido, meu Deus! Se ele ler que estou falando para você mulher mergulhar nele é capaz do convencido sair do livro para viver uma tórrida noite de sexo casual com você. Hahaha.
Pensa em um playboy avesso a relacionamento sério, ele nunca namorou. Ele sai à caça e como é um espetáculo de exemplar masculino a mulherada praticamente se joga no caminho dela como frutos maduros caindo em pencas. O cara é lindo, másculo, o tipo sedutor que sabe o que dizer para você e você fica de quatro por ele. Quando uma ficante menciona algo que o faz acreditar que ela será um chiclete ele simplesmente desaparece, não telefona no dia seguinte e nem nunca mais, é um desbocado e assumidamente um descarado com algumas muitas regras.

Nosso playboy, filho único, perdeu o pai e a mãe quando tinha 10 anos de idade em um terrível acidente, desde então foi criado pelo avô lindo Theodore  que é um fofo, este Senhor lindo ensinou tudo ao hoje grande empresário do ramo de hotelaria invejado que ama o que faz e, Jason é completamente devotado ao avô. Ele mora sozinho, pois o avô se incomodava com a quantidade de mulheres que ele levava para passar a noite na casa dele. Nesta ocasião, Jason falou para o avô dar-lhe uma casa e o lindo vovô respondeu: Não! Trabalhe e compre uma e foi o que ele fez. Jason só aceito NÃO do seu avô e mais ninguém.

Tudo vai indo muito para Jason e seu amigo Adrian, até que conhece Hellen Jayne que depois de uma grande desilusão amorosa, está calejada e determinada a fugir de homens problemas, para mim vulgo “cafajeste” ou “cretino” como bem define a Hellen hahaha. Ela diz que homens bons existem, mas sempre somos atraídas pelos cretinos. Pois bem, após este episódio com o ex-namorado de 3 anos Hellen sai da Pensilvânia e vai para Las Vegas, a Cidade do Pecado, oh delícia! Nesta nova etapa de sua vida se dedicará a um estágio em Vegas.

Em uma festa Hellen chama sua atenção de nada menos que Jason e quando ele a canta ela o joga na piscina, pois acredita que aquele espécime raro trata as mulheres como mercadoria. Mas, quando começa a trabalhar descobre que o cara que jogou na piscina na noite anterior é o dono da rede de hotéis onde trabalhará. Daí para frente é uma delícia ver esses dois, ele querendo a todo custo o corpo escultural da Hellen e ela negando, mas é perceptível a atração que existe entre eles.

Quando ele se gaba dizendo para seu amigo Adrian que ela pedirá perdão ajoelhada, na realidade quem fica de joelhos é nosso Cretino irresistível em virtude de ter sido acertado por ela bem naquele lugar que os homens tanto temem machucar. É muito engraçada a forma como ele compara a dor de um chute no saco com o que deva ser a dor do parto, mas segundo ele a mulher vai se preparando para isso ao longo de nove meses de gestação e a dor no saco é inesperado, é direto sem aviso algum como as contrações que as mulheres sente, Hahahaha. Não pensem que ele desvaloriza este momento da mulher, mas foi a única analogia que ele encontrou e penso que um chute no saco deva ser uma dor dos infernos. Hahaha. Chega de contar a trama, já deu para situar um pouco você.

A Camila Ferreira construiu personagens simplesmente FAN-TÁS-TI-COS, os chatos são chatos mesmo são dois babacas que pouco aparecem e quando aparecem é para irritar o leitor porque são idiotas na verdadeira acepção da palavra. Preparem-se para conhecer uma vovó de 80 anos MA-RA-VI-LHO-AS Elsie, avó de Hellen, a velhinha é porreta, fala o que pensa e quando não gosta da pessoa é porque essa pessoa é “dumal”, simples assim. Mesmo em uma cadeira de rodas ela afirma que vai acertar a bengala nas bolas do homem que fizer sua neta sofrer, mas ela apesar de ameaçar Jason ela se derrete por ele e ele por ela. Ela o tipo que dá conselhos sobre fazer sexo selvagem e outras coisas, ela é um sonho e já conheci umas velhinhas assim que são uma delícia e conversar com elas é uma verdadeira aula e ao mesmo tempo uma terapia, tem como não amar Elsie? Não, não tem como não amá-la e Hellen venera a avó. Tem uma garotinha prodígio de cinco anos que é simplesmente encantadora. Tem Mike um cão lindo, tem a fiel amiga praticamente irmã Kate, o avô de Jason Thed que é outro velhinho sensacional que acredita veementemente no amor. Tem Adrian fiel amigo de Jason que é um cara de um humor impar e, claro, tem nossos protagonistas Hellen e Jason que são apaixonantes, se bem que lá para o final do livro eu fiquei irada querendo assassinar tanto um quanto outro e você saberá por que lendo o livro, mas os momentos de risos e devaneios que eles me proporcionaram foram simplesmente demais.

Então, temos um playboy que acha praticamente todas as mulheres umas vadias, se bem que tem umas que realmente merecem este estigma por não se valorizarem e serem presas fáceis demais. Este playboy experimentará algo nunca vivido e que não saberá o que fazer; que precisará da ajuda dos mais velhos, o macho alfa que literalmente marca território, ele que por ter tido perdas muito cedo nega sempre qualquer tipo de sentimento. Mas será que Hellen que quer distâncias de cretinos como Jason conseguirá domesticar este macho alfa? A mulher é linda, inteligente e determinada e esta fórmula é o segredo para perdição de alguns homens. Você gostará das analogias que ela faz.

Com uma escrita envolvente, Camila Ferreira tem o dom de sequestrar a atenção do leitor e magicamente deixar você presa ao livro, ela é uma fada que conseguiu que eu ficasse praticamente sem dormir para terminar de ler o livro. Ela que nos presenteia com um enredo delicioso, muito bem humorado, divertido com cenas magistralmente construídas e com um realismo fantástico tanto as cenas quanto as personagens, você quase sente os cheiros que são mencionados, consegue entrar da trama e imagina-se fazendo parte do cenário. 

A narração é alternada de forma deliciosa entre Jason e Hellen e ambos estabelecem um diálogo com o leitor, é possível interagir verdadeiramente com eles, isto foi surreal. Gostei demais diagramação do livro, não encontrei erros. Gostei da capa que a Francine C. Silva produziu e arte toda também da Fran e do Valdinei está um primor. Claro que a Universo está de parabéns mais uma vez pelo conjunto da obra e por ter mais uma competente escritora nacional em seu casting, amo esta editora do meu coração e toda sua equipe de colaboradores.

Acho que depois do Jason estou apaixonada pelos sapos. Hahaha Ele faz uma crítica à Disney, fala que é responsável por alimentar a mentira de príncipes que as menininhas acreditam e quando adultas esperam o príncipe, o cara perfeito. Este diálogo ele fez para uma menininha de cinco anos que pergunta à tia Hellen como é namorar um sapo e ela responde:
 “- sapos não fingem, não andam a cavalo, não são perfeitos, mas... existem. E tem sentimentos. Eu prefiro os sapos.” Pág. 137  Não é lindo, gente?
“Vivemos em mundo em que devemos nos manifestar pela ação, caso contrário, tudo o que dizemos será apenas uma vontade invisível aos olhos de outras pessoas. Se queremos nos comunicar realmente devemos falar e mostrar nossa intenção, não adianta pensar... Telepatia, apenas nos filmes.” Pág. 221
Então digo um até breve para Jason e Hellen que me deixaram com saudade e digo somente uma coisa: Gente, leia este livro logo.

Beijos nada cretinos
Tânia Bueno


11 comentários:

  1. Tania eu tenho a maior vontade de ler este livro, e sua resenha falando dos avós dos personagens, eu não sabia dessa informação, agora que quero mesmo ler e vou tentar adquirir o mais rápido possivel.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Tânia!!!
    Nunca li este gênero literário, então, não sou uma boa crítica, mas sua resenha está mto interessante e bastante completa...
    Gostei da capa do livro.. É bem elegante =]

    ResponderExcluir
  3. OI,

    Pelo seu entusiasmo com a leitura se eu pudesse começaria agora. Livro colocado na lista de prioridades desejadas. Adorei a resenha.

    Beijos

    Juci Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. 'Então, temos um playboy que acha praticamente todas as mulheres umas vadias, se bem que tem umas que realmente merecem este estigma por não se valorizarem e serem presas fáceis demais.' Eu não havia gostado muito da sinopse do livro, mas esse trecho foi suficiente para eu compreender que não sou o público alvo.

    ResponderExcluir
  5. Oie!!
    Menina que resenha mais INCRÍVEL!
    Faz um certo tempinho que não fico tão empolgada para ler um livro com o enredo mais Hot, creio que o ultimo tenha sido algum da Nana Pauvolih, gosto muito do gênero, mas confesso que estava um pouco enjoada dele. Porém sem duvida lerei Adorável Cretino ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oie! Há algum tempo eu acompanho a editora no Facebook e quase comprei esse livro na Black Friday. Fico feliz em ter desistido. Meu interesse pelo enredo foi diminuindo na medida que eu lia os quotes publicados pela autora na página. Tive a certeza de que esse livro não é pra mim quando li o primeiro parágrafo da sua resenha. Simplesmente tenho enorme aversão a livros desse gênero. Mas ainda tento entender a ligação entre esse livro e a série Cretino Irresistível, por conta de as capas serem iguais.
    Sua resenha está maravilhosamente escrita e, quem gosta de histórias assim, com certeza ficará louco para adquirir a obra depois de ler suas palavras. Apesar de não gostar do livro, adorei o jeito como expôs sua opinião junto a diversos outros fatos da história.

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  7. Oiee, ainda não conhecia o livro e uau! Livros hots são poucas na lista, mas sempre gosto daqueles que tem algo mesmo para contar, algo que vai fazer o leitor suspirar e refletir sobre a vida.... São poucos os que são assim, mas existe. Enfim, espero ter a oportunidade para conhecer o livro e que eu goste, é claro.

    Parabéns pela resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Vejo várias pessoas falando bem desse livro, assim como você. Mas não gosto desse gênero :/ por isso, vou passar esse!!

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  9. Sinceramente, detesto livros assim e jamais leria. Vi trechos bem machistas e com certeza não leria nada do tipo. Não sou feminista, mas acredito que merecemos mais respeito e menos propagação de ideias assim. De qualquer forma sua resenha está muito bem escrita, parabéns. Beijos.

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Poxa ficou mesmo entusiasmada com essa historia hein?
    Me deu vontade de ler sabia e não é clichê, gostei mesmo.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos
    devoreumlivrooufilme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Tudo bem?

    Parece ser um livro bem interessante, mas não costumo ler este tipo de livro. A pegada não me atrai.
    Abraços,

    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir