slide

Finalmente Você

25 janeiro 2016

Resenha por:  Tânia Bueno
Título:  Finalmente Você
Autor(a):  Daisy Prescott
Editora: nVersos
Gênero: Romance Contemporâneo
Páginas: 318
Compre e Compre: nVersos e Submarino
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Maggie Marion é uma mulher na faixa dos 40 anos que escreve artigos sobre gastronomia e agora está voltando à vida normal depois de um período difícil de sua vida, no qual teve de enfrentar um divórcio conturbado e a morte dos pais. Com a aproximação do reencontro de vinte anos da turma da faculdade, ela decide convidar quatro de seus amigos mais íntimos dessa fase de sua vida para passar um fim de semana em sua casa de praia na Ilha Whidbey. O que ela não esperava era que, neste reencontro, seus melhores amigos, o artista Quinn Dayton e a autora de romances eróticos nas horas livres Selah Elmore, fossem bancar o Cupido. Os dois armam uma surpresa que deixará o fim de semana, e a vida dela, muito mais interessantes. Selah avisa Maggie que levará uma pessoa misteriosa, mas logo ela descobre que se trata de Gil Morrow, um antigo amor da época de faculdade. O romance se desenrola baseado neste reencontro, com os personagens relembrando momentos marcantes, brincadeiras espirituosas e as nuances que levaram cada um a fazer determinadas escolhas, que pautaram os rumos de suas vidas. Enfrentando seus próprios medos e fantasmas, Gil decide que esperou tempo suficiente para conquistar a mulher que sempre amou e, contando com a ajuda do casal Ben e Jo, Gil faz Maggie se lembrar de que ter mais de 40 anos não significa que ela esteja velha para uma segunda chance. O que acontece quando a geração de Clube dos Cinco e Caindo na Real fica frente a frente com a de O Reencontro? Venha passar um final de semana com essa Geração X, enquanto eles compartilham risadas, lágrimas, altos e baixos da vida, histórias antigas e novos recomeços.
A sinopse diz tudo, mas não tem como eu não colocar mais algumas coisinhas.

Ah! Como eu amo os romances com protagonistas maduros! Quem disse que não é possível encontrar ou reencontrar o verdadeiro amor aos 40 anos ou mais? Você encontrará em Finalmente você exatamente isso. Quem disse que não existe pessoas inseguras em relação ao amor e com verdadeiro horror de embarcar em uma barca furada por acreditar que sua chance já passou e dispensou a chance de viver o verdadeiro amor? No universo literário temos tudo isso e na vida real, no aqui e agora também
Então, prepare-se para conhecer Maggie Marion super segura em relação a sua profissão e outras coisas, mas quando o assunto é o amor ela corre como o diabo foge da cruz. Morava em Nova York, colunista de uma revista gastronômica, divorciada do francês que um dia acreditou ser o amor da sua vida e para sempre, mas acabou e ela fechou as portas do coração no que diz respeito ao amor. Mas, como na vida vivemos um milhão de histórias e algumas deixamos inconclusas, assim é com Maggie que teve um amigo maravilhoso na faculdade e apesar da atração que um tinha pelo outro, sempre negaram inconscientemente para não estragar a amizade. Pois bem, um dia acontece algo e isso assusta Maggie e como diz os amigos dela, ela foge para a França. Na realidade ela já tinha planos para fazer um curso na França e acaba conhecendo um chef francês e volta para Nova York com ele, o qual é tratado pelos amigos dela como incidente francês.

Você conhecerá o amigo do passado Gil Morrow ex-músico grunge e atual professor universitário de história, também divorciado e que agora está determinado a resolver uma questão do passado, época em que deu tempo e respeitou o momento de Maggie, ah! Mas agora será diferente. Quem aqui nunca teve uma história não resolvida e sempre procurava saber das pessoas através dos amigos em comum? Estes dois passam anos sabendo um do outro através dos amigos lindos. Eles todos se encontrarão em uma festa de comemoração de 20 anos da faculdade, mas antes estarão com Maggie e o lindo cachorro que praticamente fala com sua dona Biscuit na sua casa de praia, na realidade era de sua mãe que adoeceu e Maggie deixou Nova York para estar com ela que partiu depois de um tempo, mas Maggie preferiu se fixar por ali e levar uma vida tranquila, longe da loucura nova-iorquina.

Gente, eu fiquei apaixonada pelo amigo gay da Maggie o Quinn, ele é hilário e um cupido maravilhoso, o marido dele é também um encanto e ambos se completam pelas diferenças. Que casal mais lindo! Apaixonei-me também pela amiga louca, às vezes sem noção, escritora de livros eróticos e professora universitária Selah, amo pessoas como ela que vive o hoje com toda a intensidade, ela também é muito engraçada. Ah! Ela e o Quinn vivem se provocando.

Enfim, suspirando... O que posso dizer desse livro? É encantador, é inspirador, é envolvente e me fez mergulhar no universo de Finalmente Você e torcer pelas personagens, todas muito bem construídas, o enredo é apaixonante e não tem como não ficar ligada em tudo, até as personagens que aparecem uma ou duas vezes, mas com um papel importante na trama.

O livro inteiro está cheio de aprendizado, mas como uma obra de arte, cada pessoa tem uma interpretação de acordo com o seu mundo interno. Algumas coisas ficaram bem fortes para mim como: Nunca é tarde para amar. Não desista nunca do que você acredita. Às vezes dar um tempo para o outro, dar tempo ao tempo é válido, mas cuidado para não perder a vida inteira dando esse tempo ao outro, quando este outro precisa mesmo é ser confrontado em relação a si e aos seus sentimentos.

Finalmente Você é mais um livro favorito de 2016, portanto, mais que indicado e como diz minha amiga Juliana Teixeira – Linda, este é um dos meus queridinhos e ela tem razão. Deem uma olhadinha do site da nVersos, lá tem sempre livros em promoção e você que gosta de romance como eu não se arrependerá do investimento.

E vamos a alguns trechos que são muito significativos para mim.

“Às vezes, quando você se perde, você se acha”. Pag. 58

Sobre o aprendizado de colher frutas: “é uma boa maneira de lembrar o trabalho que dá pra colher. Você não vai reclamar do preço da próxima vez em que compra-las no supermercado”. Pag 79
“As pessoas se prendem às suas vidas tomando decisões preguiçosas. Daí nunca dão uma segunda, terceira ou quarta chance para consertar.”

“A vida é uma dádiva, sendo planejada ou não, já que raramente a vida acaba sendo que a gente espera. Às vezes, ela nos surpreende e é melhor do que imaginávamos.”

“Ficar adulta e ficar velha não precisam ser a mesma coisa”

“Tudo acontece por algum motivo.  Cada escolha nos transformou no que somos hoje, pro bem ou pro mal.” Pag 152 ( eu, Tânia vivo este lema)

Bom, é isso espero que tenham gostado. Ah! Esqueci de dizer que li este livro duas vezes e com certeza o lerei novamente.

Beijos beijos beijos
Tânia Bueno

12 comentários:

  1. Oi!
    Achei a história linda, principalmente porque os amigos a ajudaram a superar um período tão difícil, e principalmente porque todo esse tema de relembrar a época de escola é adoravel de ser lido, é sempre engraçado e rende altas risadas.
    Espero poder ler esse livro um dia, pois tenho certeza que irei adorar acompanhar o relacionamento dos dois surgir e ainda relembrar os feitos de tantos anos atras

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  2. Que legal Tânia, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas gostei muito dele através da sua resenha, você sabe se tem em e-book? Vou dar uma procurada.
    Bjs,

    Juliana Duvi
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Estou suspirando aqui Tania. Que livro!
    Eu já tinha muita vontade de ler esse livro porque ele tem tudo indicando que é um livro maravilhoso. E pela sua resenha terminei de concluir. Preciso lê-lo.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Achei a premissa bem fofa (de certo modo) e também gosto de romances com personagens maduros, não falo nem em questão de idade, mas de personalidade mesmo. Não conhecia esse livro e confesso que não me cativou muito a premissa, por isso, deixo a indicação passar...

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Amo romances, ainda mais esses com pessoas adultas já, com encontros e desencontros, inseguranças...
    A história parece ser muito envolvente, e como você disse, de aprendizado também.
    Gostei da dica!
    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha foi ótima, parece ser uma ótimo livro, porém não faz meu estilo! ^^ Mas eu vou falar pra algumas amigas que ama esse tipo de livro! Aposto que ela vão gostar!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi flor, apesar do livro ter uma história que parece muito linda e da cala super fofa eu não gosto de romances. Eu me sinto entediada nas leituras. Vou deixar para uma próxima dica.
    Abraço
    camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  8. A historia parece linda, um romance de arrancar suspiros, né? Gosto bastante do gênero mais ultimamente estou dando um tempinho deles, estou focada mais em livros de terror e fantasias. hahaha

    A resenha está show, porém vou passar a dica! :D

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Ola.
    Romance... tenho bloqueio com eles. A premissa é boa, mas o problema sou eu HAHA. Ótima resenha.
    Abraços

    Clichê Imperial
    http://clicheimperial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Tânia!!!
    Saudades das sua resenhas apaixonantes.Livros para mim sempre valem todo o investimento pelo turbilhão de emoções que nos causam, amo histórias assim, curti cada linha de sua resenha e como favoritou, vai para minha lista novamente! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Tania!
    Eu sempre tive curiosidade em conhecer esse livro. Nunca li uma história com personagens mais maduros isso seria uma novidade para mim. Adorei a sua resenha só me fez ter certeza de que quero ler o livro.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olha, preciso comentar sobre esse livro... sua resenha foi ótima, super bem escrita. Mas, o livro é muuuuuito chato. Totalmente sem graça, cheio de diálogos curtos, tipo: fulano diz, ciclano responde, etc. tornando o livro extremamente cansativo. Não tinha vontade de ler e não via a hora de acabar. Tenho mais de 40 anos e achei que iria me identificar, mas pelo contrário. Odiei!!
    Pra quem gosta de romance, recomendo os da Jojo Moyes, são maravilhosos.
    Abraços.

    ResponderExcluir