slide

Puro Êxtase - Trilogia Livro 1

11 agosto 2014

PURO ÊXTASE
259 páginas
New adult
“Erótico, libertador, controverso.
O recomeço de uma forma sexy, intensa e sem limites”
Josy Stoque

SINOPSE: "O vazio é uma nova forma de se preencher". Como você se sentiria se seu relacionamento acabasse depois de dez anos? Sara Mello precisa recomeçar, recuperando o emprego como advogada e os sonhos perdidos. E como se não bastasse a mudança, a vida lhe faz mais uma surpresa através de um estranho em um bar, um convite irrecusável e uma noite inesquecível. Ela vai descobrir que é sexy, sentindo na pele o significado mais profundo do amor próprio.
Abra sua mente, liberte suas fantasias mais ousadas e realize tudo o que tiver vontade.

Começarei aqui com um reconhecimento e parabenizo a Josy Stoque que em minha opinião se superou de forma zelosa ao colocar a “Nota da Autora” na qual com uma elegância incrível alerta que é uma obra de ficção e deixa alguns recadinhos mais que importantes tais como:
1) “Aos menores de dezoito anos, esta não é uma obra recomendada por conter cenas de sexo explícito, salvo sob a supervisão de um responsável.
2) Esta obra não tem intuito de ofender crenças, fazer apologia a sexo sem compromisso ou mesmo condenar o casamento.
3) Um alerta: faça sexo seguro, use sempre camisinha. Seja responsável”.

Para ler esta obra é preciso se despir de todo tipo de preconceito e moralismo. É uma obra ficcional, mas com uma proposta de promover reflexão e ressignificação de antigos paradigmas, de valorização de si, afinal para amar outra pessoa é preciso primeiro aprender a amar a si mesmo e se ainda não se ama e não se valoriza, o que você esta dando? Afinal, só podemos dar, doar, compartilhar o que conhecemos e amar as pessoas e o universo, implica necessariamente em descobrir o amor pela pessoa que você é e cada pessoa faz esta descoberta, vive esta experiência do autodescobrimento de formas absolutamente diferentes e precisamos respeitar sempre as escolhas do outro.

A Josy Stoque nos convida a mergulhar no mundo Puro Êxtase e acompanhar a transformação de Sara Mello, que se sentiu rejeitada e descartada após anos de casamento e o que acontece quando algumas pessoas se revoltam pode ser doído, arrasador, amedrontador. Uma gama enorme de sentimentos que se mesclam e quando se acredita que está destruída, talvez este momento seja realmente o início, o recomeço de tudo como a Fênix que ressurge, renasce das próprias cinzas, refeita, renovada, reenergizada.

Sara Mello, uma advogada que deixou seus sonhos para atrás para obedecer regras impostas pela sociedade nas figuras primeiro do seu pai e depois do marido opressor que sempre a diminuiu, e um belo dia sem mais nem menos pede o divórcio e tudo porque não suporta a possibilidade de Sara começar a se destacar, embora o casamento já esteja falido algum tempo e ambos não tenham desejado constatar este fato e o que acontece quando o amor acaba ou não existiu verdadeiramente? Dentre outras coisas sobram amarguras, raiva, ressentimento destruição e autodestruição, vocês podem me perguntar: autodestruição? Sim, meu povo as pessoas acabam se destruindo, se aniquilando quando se propõem por uma pseudo opção ou por imposição a realizar somente o desejo da outra pessoa para manter um “relacionamento” esquecendo-se de si. Mas isto mudará.

“Nunca mais vou permitir que quem quer que seja me ofenda e humilhe como mulher, menospreze minha capacidade, caçoe de meus objetivos, controle o que posso ou não fazer, absorva tudo que tenho de bom e me abandone vazia e triste” p.42

Como digo sempre o importante é dar o primeiro passo ainda que seja assustador. Sara literalmente sente que precisa sair, não pode mais ficar sofrendo e remoendo rejeição, toma a feliz decisão de investir em si mesma e é marcada para sempre a partir da noite em que assina sua autolibertação, mesmo com medo se aventura e é surpreendida com algo totalmente inusitado e fora do comum, a experiência mais tentadora que abriu novos horizontes, a marcou para sempre e fará toda diferença a partir de então, mas sem se envolver com ninguém. Arruma um emprego, aluga um apartamento, conhece pessoas, vive mais que intensamente sua sexualidade libertadora, se permite vivenciar suas fantasias e encontra pessoas especiais nesta trajetória que lhe propiciam as experiências mais loucas.

“É o despertar da minha própria sexualidade, da minha feminilidade e do prazer. [...] Quero me sentir sempre assim, dona de mim, de meussentimentos, do meu corpo, nas rédeas de minha própria vida. Uma lista de objetivos se enumera em sua mente”. P.25

“Esta noite é um marco em minha vida. Há uma marca não só na minha pele, mas na minha alma”,

É incrível como a Josy Stoque neste romance altamente erótico, intenso e sem travas envolve o leitor na leitura que é rápida e fluida, somos inseridos no mundo de Sara Mello que traz em sua história e em suas fantasias, desejos reprimidos de muitas mulheres que poderão aprender com Sara, que poderão refletir sobre o que é importante para elas e que é possível viver intensamente amando a partir de si.

Como vocês sabem acredito que existe aprendizado em tudo e com esta história não foi diferente, terminei a leitura com o livro todo marcado com trechos magníficos cheios de ensinamentos, dicas e muito mais, compartilharei com vocês alguns deles que são profundos.

“Ser atraente não é ser perfeita, mas é dar evidência às minhas qualidades”

“Conte seus anseios divida seus sonhos com ele e o faça perceber que mesmice é só para relógio. Todo mundo precisa ter novidade e apimentar a vida. Nenhum amor sobrevive à rotina. Ninguém e nada é perfeito como nos contos de fadas, jamais. Temos que entrar em uma relação conscientes disto, porém os dois tem que fazer sua parte para que todo mundo saia satisfeito”. P.30

“Ninguém tem o direito de destruir a autoimagem de alguém. Ninguém tem o direito de pisotear os sonhos do outro. Ninguém tem o direito de dizer o que quiser sem pesar as consequências. Ninguém tem o direito de colocar defeito no outro como se não tivesse nenhum.” P. 42

“Nenhuma felicidade vem de fora, e sim de dentro” p.59 [...] nenhum casamento resiste à rotina. O que dura é o amor, o respeito, a amizade. Sem força de vontade para reacender a paixão de vez em quando, qualquer amor acaba. [...] uma relação se rega todo dia, com amor, paciência e companheirismo.

“Experimentar é a palavra de ordem. Quero testar meus próprios limites e ultrapassar as barreiras, me desfazer de pré-julgamentos e recomeçar do zero”. P.85

“Estamos aqui tentando, vivendo, sofrendo, errando, aprendendo... Ninguém é melhor do que ninguém, nem pior. Não existe nada que já tenha aprendido que não possa redescobrir. Inclusive a mim mesma”. P.132

[...] não somos nós que procuramos o amor verdadeiro, é ele que vem ao nosso encontro. O difícil é estarmos atentos para enxerga-lo. P. 178

“Quem manda, não importa para mim. Pode ser eu, pode ser ele, o que vale mesmo é estarmos ambos a fim de proporcionar prazer. “P.193

“Seu eu fico com alguém, é porque eu quero; se a gente transa, é porque os dois desejam; se é bom, é porque tanto eu quanto ele nos esforçamos. É só este o segredo.” P.194

“Você é uma destas pessoas especiais que compartilham um pouco de si mesmas com quem tem a oportunidade de passar por sua vida. [...] não pode deixar de existir nunca” p. 215 (by Rodrigo)

Quero compartilhar ainda com vocês alguns aprendizados de Sara Mello em seus relacionamentos sempre todos muito intensos e podem ser instrumentos reflexivos, pelo menos para mim foram.

sexo é mais do que uma obrigação, sexo é desejo e paixão entre duas pessoas que se atraem.
mostrou que podia realizar fantasias, fazer sexo proibido e excitante, me entregando ao momento e ao prazer sem limites. Tudo é permitido quando os dois querem.
amor e sexo são coisas distintas, que podem andar juntos ou separados dependendo dos sentimentos por uma pessoa.
seduzir
pessoas podem nos surpreender se permitirmos que elas nos mostrem do que são capazes. E que contraste nem sempre é ruim. Afinal, tudo depende do ponto de vista.
o toque de romantismo que o sexo pode ter sem deixar de ser intenso.


Então apresentei a vocês o livro 1 da trilogia Puro Êxtase que ganhei, me atraquei a ele e só consegui larga-lo após ler de forma intensa e apaixonante, não falei muito da parte erótica que nos é apresentada de forma séria e divertida ao mesmo tempo, esta trama traz uma gama diversificada de possibilidades e cada um avalia o que serve para si e aproveite e o que acha que não serve, não considere.

Foquei-me mais nas partes de ensinamento e mais romântica que estão presentes no livro, afinal uma história erótica pode nos ser apresentada com estes ingredientes tão importantes nos relacionamentos.

Então se dispa de preconceitos e leia Puro Êxtase, vale a pena, conhecer Sara Mello, esta mulher forte que usou o que tinha para se libertar sem se preocupar com a opinião dos outros. Alguns leitores até podem julga-la como uma pessoa mais devassa, ela até pode ser por um período e tem uma razão ser. Ah! faço parte das pessoas que compreendem os motivos de Sara, sua ousadia e que vibram com suas descobertas e tomada de consciência. Às vezes o que parece ser, não é!

Partindo para continuar no mundo Puro Êxtase 2 agora na companhia de Sara Mello e o homem que a deixa sem saber o que pensar Rodrigo Valente, depois conto tudo para vocês.

Beijos extasiados!
Tânia Bueno

16 comentários:

  1. Oi,Tania, gostei dessa premissa geral, de que antes de tudo, antes de qualquer relacionamento, a pessoa precisa se amar e valorizar. A mulher que aprende isso é mais feliz e consegue levar essa felicidade para a relação amorosa e / ou sexual, como ela quiser. Gostei desse livro, mesmo não sendo fã de gênero erótico.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Tânia
    Recentemente eu fiz uma maratona de hot e estou com uma ressaca desse gênero, mesmo assim, esse livro da Josy me chamou a atenção e futuramente posso ler sim. Parabéns pela resenha. Gostei da nota da autora.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei os trechos que escolheu! Fiquei feliz por você ter visto além do sexo, apesar que eu adoro esta parte HAHAHHAHAHAHAH. Mas tem gente que não consegue ver a essência da obra! Muito obrigada pela resenha maravilhosa!!! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Tania adorei a resenha e havia visto essa série, acho que vou adorar o livro além de ser hot traz que independente da situação a mulher não deve deixar a auto estima cair e pelo visto nossa protagonista encontrou sua auto estima se redescobrindo para o prazer. Adorei as dicas da autora . Parabéns a autora , mais um nacional se destacando. beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Tania.
    Hot não é meu gênero preferido, mas esse livro chamou minha atenção porque ele tem um bom background e os quotes que você selecionou confirmam isso, logo de cara já gostei de Sarah que teve coragem de se libertar e ir a luta.
    Parabéns pela resenha muito bem colocada.

    Beijos.
    Leituras da Paty


    ResponderExcluir
  6. Olá, Tânia!
    Não conhecia essa trilogia, mas me pareceu bem interessante.
    Confesso que ano um pouco enjoada de livros eróticos, mas toda essa história de superação (porque é isso que é, de certa forma) de Sara me chamou bastante a atenção. Adoro acompanhar o crescimento das personagens.
    Adorei as quotes. Me deixaram ainda mais curiosa.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tania! Pra mim é bem complicado falar dos livros que revisei porque tento ao máximo me afastar das emoções e focar na parte racional, na análise da frase com frieza. No entanto, não posso negar que os ensinamentos da Sara - ainda que por caminhos não muito convencionais, com os quais não concordo - são valiosíssimos. Amor-próprio define.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  8. Oi, Tania
    Acho que o principal de um relacionamento é o amor-próprio e sua autovalorização! rs Depois disso é que considera-se o relacionamento a dois.
    Eu não curto muito esse gênero, mas acredito que é um livro de grande aprendizado e crescimento para os leitores!

    Linda resenha!

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com

    ResponderExcluir
  9. Bom, eu não curto esse gênero de livros, e acho que por motivos óbvios. Entendo as mulheres gostarem e tudo mais, então sejam felizes :) (Mesmo que aparentemente tenha uma histórinha mais séria aí no meio kk)

    Abraços
    http://pipocaradioativa.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Tania

    Gostei da história porque mostra a vida de uma mulher que vive em segundo plano por regras impostas pela sociedade machista.
    A história de Sara é além de tudo sobre se encontrar e viver da forma que ela achar melhor!

    Super bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
  11. Hey Tania, Conheci o livro na semana especial que rolou na blogosfera em homenagem a ele, mas não sabia de tantos ensinamentos assim. Não teve um quote que eu não tenha gostado. Acho que os valores passados por ela são essenciais e todos. Espero poder ler o livro em breve =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi Flor!
    Sempre procuro ler esse estilo, despida de qualquer preconceito que eu possa ter, quero entender os personagens e curtir totalmente a história e o caminha que ela vai me levar! Quero ler essa! Parabéns pela resenha e parabéns para a autora pelo recadinho inicial - é bom deixar as coisas as claras!

    Beijos!!!!
    Paulinha Juliana
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu amo Hot!
    Não conheci o livro, mas depois dessa super resenha, fiquei tentada a ler o livro.
    Adorei!

    beijos!

    ResponderExcluir
  14. Bem legal a ideia da "nota da autora" mesmo, Tania! Achei muito importante isso que você destacou, se alguém não ama a si mesmo fica realmente mega complicado amar outra pessoa. Acho que a história da Sara pode mesmo ensinar muito, mas não curto o gênero, e estou evitando novas séries, então não pretendo ler.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Olá Tânia, tudo bem?

    Ainda vai demorar um pouco pra ler os livros da Josy, pois prefiro impressos. Mas todo mundo fala tão bem que na bienal vou dar uma chegada e descobrir o porque disso hahaha.

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Adorei o seu blog e já estou seguindo!
    Você pode seguir o meu?
    http://duelosliterarios.blogspot.com.br/
    Abraço!

    ResponderExcluir