slide

Subindo pelas Paredes

09 dezembro 2014

Título:  Subindo pelas Paredes
Autora: Alice Clayton
Editora: Benvirá
Gênero: Romance contemporâneo um toque sexy
Páginas: 256

SINOPSE: A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias e noites agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar. 

Começarei contando como ganhei este livro, o ganhei da minha querida amiga Kethlyn que em pouco tempo de convivência diária foi desafiada por mim a ler um livro em 30 dias, tempo em que trabalharíamos juntas. O desafio de ler um romance é coisa difícil para ela que é estudante de Psicologia e além das aulas, tem muitos livros e textos para ler, pois bem a Kethlyn aceitou o desafio, emprestei um livro que ela leu em duas semanas e já me pediu outro livro, que claro, emprestei rapidinho. Então, ajudei a emergir mais uma leitora linda. Na minha saída da empresa, a Kethlyn me presenteou com o este livro que amei, não é lindo!

Subindo pelas Paredes é narrado em primeira pessoa pela protagonista Caroline Reynolds que é Design de Interiores, bem sucedida, alegre e destemida que se mudou para um novo apartamento com seu fiel companheiro, o gato Clive. Gato mesmo gente, bichano que mia e não bicho-homem, ok? Hahaha.

Em sua primeira noite no novo apartamento o que Caroline mais deseja é uma agradável e relaxante noite de sono, mas ela é acordada abruptamente com barulhos e batidas na parede que até derruba um quadro em sua cabeça, a movimentação toda vem do apartamento vizinho e, claro Caroline não consegue dormir com as peripécias acrobáticas e sons eróticos diversos produzidos pelo seu vizinho e sua companheira. A situação se repete por três noites e Caroline já está odiando o vizinho a quem ela apelidou de Trepador de Paredes, pois ela ouve tudo através da parede e ele faz a parede do seu quarto trepidar. Caroline o odeia mais ainda na medida em que descobre que em três noites seguidas ele teve mulheres diferentes em sua cama e de acordo com os sons Caroline dá a cada uma delas um apelido temos a Risadinha que durante o sexo dá risada o tempo todo, tem a Purina, isto mesmo nome de comida de gato, pois esta miava tanto que o gato Clive subiu pelas paredes e ficou doido achando que era uma gata no cio e tem a Depravada que pedia para levar palmadas e se dizia uma garota má.

Em meio aos sussurros das moças Caroline descobriu que o nome do seu vizinho era Simon, mas não deixará de ser o Trepador de paredes. Curiosa para saber quem era aquele homem que a fazia lembrar que há mais de seis meses ela não tinha um Orgasmo a quem ela chama de “O”, Caroline se esforçava para ver o rosto dele pelo olho mágico e nunca conseguia, até que em uma das madrugadas barulhentas, ela não aguenta mais não conseguir dormir sai de seu apartamento e bate na porta dele para reclamar, mas tão furiosa que estava esqueceu que estava apenas de baby doll e o Trepador de Parede a apelida de Garota Baby Doll cor de rosa. Ele abre a porta absolutamente tentador e com um sorriso atende Caroline que esbraveja.

Após este primeiro contato eles acabam conversando e fazem uma trégua que consiste em que Simon comece suas farras e as terminem mais cedo e sem pancadas na parede que derrubaram um quadro em sua cabeça. Ele concorda, mas pede que o entenda, pois ele gosta de viver livre, leve e solto. Decidem tentar serem amigos, pois são vizinhos e mais que isto, vizinhos de parede (risos).

Caroline Reynolds e o fotógrafo Simon Parker começam a se conhecer, ele descobre que ela faz pães e doces maravilhosos que lembram sua infância, tudo parece ir bem como amigos, só que não, porque ela está cada vez mais atraída por ele, mas nem cogita nada pelo fato de que como ela diz ele tem um harém do qual ela não deseja fazer parte. Não pensem que ela é puritana, não é isto, é que ela não é adepta a “ficar”, ela quer namorar, quer algo sério e Simon não deseja compromisso, ele e suas amigas acompanhantes gostam de levar a vida sem nada que os prendam. Mas, até quando ele fugirá de um sentimento mais intenso e transformador? O que a Garota Baby Doll provocará neste homem lindo, seguro de si e que pensa não desejar vínculos?

Bom, para não contar muito mais, só quero informar que Caroline tem duas amigas fantásticas, tipo: amigas irmãs daquelas que contamos tudo e que podemos contar sempre, sabe? Ah! Tem a chefe Jullian que é demais, além de ser também amiga que super torce pela felicidade de Caroline e será o pivô de um importante acontecimento.

Eu gostei muito do livro por ser bem divertido,  a escrita flui que nem senti o tempo passar. Não é um livro daqueles picantes de deixar a pessoa que o lê vermelha, é tudo na medida certa e, de verdade, temos algumas cenas de sexo mais para o final do livro, mas muito dentro do contexto e muito bem construídas, aliás, o foco do livro não é a parte sexual, no meu entender a Alice Clayton traz um romance sem dramas e traumas, prioriza o humor até para tratar de uma questão séria como o fato de uma mulher não sentir prazer e a delicadeza e beleza de um lindo homem compreender isto e aceitar o desafio de trazê-la de volta ao mundo da alegria.

Adorei também relembrar um pouco de São Francisco, local onde a história acontece, descreve de forma tão linda uma cidade da Espanha, seu povo, costumes e comidas, aliás, vários pratos são citados nesta obra, acho muito bacana quando traz dados e informações que ampliam nosso universo.

O título pode sugerir algo mega pornográfico, mas não leiam pensando que encontrarão algo assim, porque se frustrarão. É um romance que a maioria das mulheres gostará e alguns homens também, mas se você homem é daqueles que não gostam de histórias leves, divertidas com algumas “pegadas”, talvez não seja o tipo de leitura para você. Porém se deseja conhecer um pouquinho do universo feminino na visão de uma escritora, vale a pena ler.

De minha parte eu indico o livro para pessoas que desejam uma descomplicada e divertida. Ah! Se você gosta de gatos, vai amar o Clive ele é lindo, é o tipo que praticamente fala, sabe como, quando você tem certeza de que seu amigo/bichinho lindo de estimação entende o que você fala e se comunica com você. Terá um episódio muito legal em que ele defenderá a Caroline e para isto usará suas garras. (risos).

Book trailer: Eu assisti e amei, está em inglês, mas vale a pena, foi muito bem produzido e tem um cenário lindo.



Sobre a autora

ALICE CLAYTON mora em St. Louis e adora jardinagem, mas não casamentos, confeitaria, mas não limpar a cozinha depois e ela está tendo um trabalho árduo para convencer seu namorado de longa data a transformá-la em uma mulher direita. Depois de trabalhar anos na indústria de cosméticos como artista de maquiagem, esteticismo e educadora em uma multinacional de cosméticos. Alice ligou o notebook aos 33 com a intenção de começar sua nova carreira: escritora.

Espero que tenham gostado e aguardo seus comentários.

Cheiros em vocês!
Tânia Bueno

21 comentários:

  1. Aiiii que linda Tã ♥
    Obrigada pela homenagem viu?! Você é muito especial!
    O engraçado é que como você mesma sabe, não sou fã de leituras "picantes" rsrs... prefiro ler romances mais levinhos ou suspense, tipo aquele do Nicolas Sparks que me emprestou ... Mas quando vi esse, e obvio li a sinopse, notei que se tratava mais de uma comedia-romantica, e claro, sabia que iria adorar (quanta modéstia não?!).
    Como já falei uma vez, adoooooooro as suas resenhas, acho claras mas ao mesmo tempo instiga a leitura ( foi o que aconteceu com o Louca por Você, que achei incrível).
    Eu quero muito ler esse viu? Quando vier aqui, traz pra mim.. E depois escreve novamente com a minha impressão sobre a leitura.

    Beijos, saudades ♥

    ResponderExcluir
  2. Oieee!
    adorei sua resenha, gosto muito de romances porem não esses com toque sexy rsrs
    mais quem sabe eu nao leia esse depois.
    beijos
    www.marichic.com

    ResponderExcluir
  3. Ola Tania comecei a ler esse livro e acabei parando , eu amei o começo e voltar a ler e terminar , parei na Purina kkkkk a mulher que miava . Já li um livro dessa autora são leves e divertidos adoro. Já fiquei mega curiosa com o final do livro . Lendo sua resenha vou correr para terminar . beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas ainda não o li. Parece ser bem divertido. Quando vi a capa pela primeira vez, achei que seria bem no estilo Cinquenta tons *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Uau, como você mesma disse, o título me sugeria uma história completamente diferente. Imaginei um livro suuuuuuper erótico.
    Gostei de saber que não é o caso, que se trata de um romance divertido.
    Eu sou apaixonada por gatos e já me encantei por esse bichano sem ler o livros Tenho certza que vou adorar.
    Quanto ao Simon... quem nunca desejou ter um vizinho desses (apesar de balançar as paredes?) rs.

    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o jeito que o livro chegou até você, que bom que ajudou mais uma pessoa no mundo a se tornar uma leitora frequente! =)

    Olha, já odiei esse Simon por esse jeito de levar a vida, mas confesso que fiquei com vontade de ler só pelo Clive me lembrar o meu gatinho Baco, que também conversa comigo o tempo todo! rs... Sei lá, pelo menos o sexo não é o foco principal, como a capa e o título realmente fazem parecer, então talvez eu arrisque a leitura.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Acho que me identifiquei com o livro, por motivos de: já sonhei que isso acontecia comigo. Pois é, pronto, falei. HAHUAHUAHUAHUA

    Apesar do título e da sinopse darem um ar erótico, eu leria com certeza! Fiquei feliz em saber que é um romance fofo! AUHAHUHAUUHA Vou ficar de olho nele!!


    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Tania.
    Gosto de histórias assim, divertidas e com uma narrativa fluida, e pra melhorar o hot fica em segundo plano.
    Realmente esse título sugere algo bem erótico, ainda bem que fica só na sugestão, gosto dessa pegada mais leve no enredo.
    Eu adoro conhecer as amigas das protagonistas, a maioria delas me ganha e dá um toque especial a história.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Já percebi que a escrita cômica é uma característica da autora, e eu adoro isso!
    Dizem que esse é o melhor livro da Alice, então mal posso esperar para ler, porque me diverti muito com ruiva. O livro me parece aquele romance fofo, em que vamos nos apegando aos personagens com o passar das páginas. Ahh, também é muito bom saber que ele não é tão erótico quanto parece. Quero muito <3

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  10. Oiee, tudo bem?

    Hmmm, acho que esse livro não foi feito pra mim, acho que eu não iria curtir se eu lesse. Pelo menos ele não tem uma pegada erótica porque com esse titulo eu com certeza pensaria algo a respeito huhuahuahua

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tania
    É bacana saber que apesar do lado erótico há um romance fofo, mas sinto que não é uma leitura para mim. Não consigo me apegar a vários new adults e com este não foi diferente. O interesse não apareceu, apesar de sua resenha estar belíssima!
    Bom, por conta disso, eu vou dispensar a dica :(

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Tânia, se encontrasse esse livro na livraria, não iria comprar. Como você mencionou somos logo levados a pensar que é um livro que vai falar de sexo e nada mais. Já tentei ler alguns livros do gênero e o fato de a história ser mal construída e focada apenas no sexo fez com que eu abandonasse a leitura. Esse livro parece diferente, parece um filme de comédia romântica. Fiquei com vontade de ler!
    Beijos
    Blog: Porão da Liesel
    Fanpage

    ResponderExcluir
  13. Olá, se não fosse pela sua resenha nunca me interessaria pelo livro, achei que ele deve ter um romance bem fofo e divertido sem traumas do passado e nada para atrapalhar demais, só os sentimentos dos dois <3 Espero pode lê-lo em breve, só não curti a capa, ela ficou meio amadora.

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  14. Oi Tania, tudo bem? Quando eu comecei a ler a sua resenha, eu pensei, nossa, isso me lembra de um outro livro... ai quando voltei para ler a capa, era justamente o livro que eu estava imaginando (sem comentários).

    Enfim, tenho muita vontade de ler esse livro, parece ser realmente engraçado essa situação que os dois vivem. O romance parece ser bem gradual, que irá acontecendo aos poucos, o que eu gosto muito. Adorei a resenha e o Book Trailer está ótimo mesmo!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Oiê.... adorei a resenha e quero esse livro.... nossa achei a história maravilhosa um romance... com pitada de humor... isso é bem legal... fiquei realmente interessada que coloquei como os desejados.... ele com certeza entrou na lista de desejos de março do ano que vem. Nossa gostei mesmo e pelo que percebi o história encaixa ao título mas de uma forma boa e não errada como algumas pessoas possam achar... xero!!

    ResponderExcluir
  16. Oi Tania, sua linda, tudo bem
    Engraçado, essa capa me passou duas sensações diferentes. Primeiro, realmente pensei ser um livro mais para o gênero erótico. Mas, ao mesmo tempo, não sei explicar, achei que prometia um romance daqueles em que ela fica do outro lado, apaixonada pelo cara que nunca prestou atenção nela.
    Acho que me enganei na primeira sensação e só um pouquinho na segunda, risos...
    Depois do que contou, eu enxerguei um lindo romance, uma mocinha que consegue despertar o amor no cara que nunca se apaixonou!!!!!
    Como romântica incurável, eu só tenho a dizer: eu quero!!!!! eu quero!!!! eu quero!!!!
    Adorei, já para a lista!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu morro de vontade de ler esse livro porque imagino que seja mesmo bem engraçado. Só de ler a sinopse eu já fico pensando na loucura que deve ser. E adoro um bom romance. Assim como você falou bem do livro, já li outras resenhas que me animam, só que nunca vi o livro em promoção. :(
    Ah! Ainda bem que não tem tanto hot, apesar do título. Tô meio enjoada desse gênero.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, ao ler sua resenha tive a mesma impressão que embora o título seja mais ousado, a história pende para o lado mais cômico e eu amo rir de situações assim, amo um bom romance também e erotismo na dosagem certa! Não me interessava pelo livro por causa da capa e título que, sem dúvidas, já induzem algo mais pornográfico e fico feliz que não seja assim. Curti sua resenha!
    xoxo
    bookmore.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá

    Primeiramente gostaria de dizer que gostei do conceito da capa e também dela de uma forma geral, achei que combinou com a premissa. Não curto histórias do tipo, mas até que achei algumas coisas interessantes como o fato da protagonista ser designer de interiores (tenho alguns amigos que seguem este caminho). Enfim, não leria, mas fico feliz que tenha curtido.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  20. Ooi, tudo bem?
    Já tinha lido uma resenha do livro há algum tempo e o coloquei nos desejados, depois de ler tua resenha, ele já vai para as Metas de 2015.
    Não gosto daqueles livros hot's que nos remetem a ideia de que o ser humano é uma máquina de fazer sexo.
    Gosto dos mais leves, como "Apimentando" da Janaina Rico. Já leu?
    Parabéns pela resenha, amei conhecer mais fatores fofos da história como o gato - literalmente - Clive.

    Beijooos!

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Já tinha visto esse livro por ai e me interessado, mas não tinha lido algo sobre a história dele, confesso que a mesma me lembrou um outro livro, só que no caso ela não me chamou tanto a atenção quanto o livro que me fez lembrar, ou seja, eu não lerei esse livro, embora a leitura pareça ser bacana, eu dispenso.

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir