slide

Autores e Autoras Nacionais - Leonardo Monte

26 julho 2015

Oi Face´s,

Este texto longo e vindo do âmago do meu ser foi postado ontem no Facebook para homenagear os Escritores Nacionais, afinal 25 de julho é o dia deles, eu deveria ter postado ontem aqui, mas não consegui por ter compromissos pessoais importantes e um deles foi o aniversário de 95 anos da minha linda sogra, Dona Jô. Então, postei hoje para deixar registrado meu carinho, respeito e reconhecimento aos meus queridos Escritores.

Estamos em um Brasil cheio de contrastes no qual a maioria das pessoas valoriza o produto de fora, isto em relação a tudo, mas temos maravilhas por aqui, TESOUROS descobertos... muitos já lapidados e outros estão fase de lapidação. Temos TESOUROS em fase de descoberta e outros que ainda não estão prontos para emergir. Estou falando dos nossos TESOUROS ESCRITORES E ESCRITORAS que são GUERREIRO E GUERREIRAS neste mundão, neste Brasil gigante pela própria natureza.

Estes GUERREIROS E GUERREIRAS que lutam na selva da produção literária, mas que não desistem, porque têm a inspiração no coração, uma caneta ou um computador nas mãos, uma mente criativa, uma imaginação fértil e como parteiros e parteiras dão vida às suas gestações, umas rápidas e outras mais demoradas, com processo de fecundação mais intenso, às vezes rápido e divertido, outras vezes mais denso e até sofrido... Mas, não desistem de dar à luz e jamais abortar para sempre.
Meu agradecimento a vocês, AMIGAS ESCRITORAS e AMIGOS ESCRITORES que tornam possíveis as minhas viagens por mundos ainda não conhecidos, por caminhos cheios de possibilidades e não trilhados, pelas risadas - às vezes insanas para quem me vê em algum transporte publico, pelas lágrimas que verto até em público, pois não as seguro e quando me perguntam: Por que chora? Algum problema? Respondo: Sem problema, estou emocionada ou sofrendo com o que contém aqui neste bloco de papel que pode ser o que quiser e me levar a vivências, lugares, situações, dores, risos e muito mais. Sim, eu me divirto, mas choro com histórias no papel e personagens que conversam de alguma forma comigo e tudo isto graças às GUERREIRAS ESCRITORAS E GUERREIROS ESCRITORES.

Entretanto, não pensem que a minha relação com estes seres incríveis de mente fértil seja sempre de amor... Ah! Não mesmo, às vezes quero matar algum(a) escritor(a) aqui, outro(a) ali, porque têm o dom de fazer meu coração doer até sangrar. Ah! Descobri que também tenho ciúmes dessas pessoas fantásticas, pelo menos, as que estão mais próximas e com as quais converso. Sim, tenho ciúmes e às vezes uma relação intensa de amor e ódio, note bem tudo isto pelo(a) Escritor(a), não pela PESSOA, pelo SER HUMANO incrível que tenho a honra de ser mais próxima.
Então, meu beijo fantástico, meu abraço de gigante bem arrochado, meu agradecimento em forma de confetes, purpurinas, raios de sol na praia, na floresta, na escuridão e nas incertezas das lutas das personagens. Meu agradecimento por compartilharem comigo e com os demais leitores um pouco do mundo e da mente criativa de vocês.

Mencionarei aqui algumas dessas Pessoas que estão ou estiveram presentes em minha história através dos seus livros. Claro, que posso esquecer alguém e já peço desculpas e, se isso acontecer considere-se representando e representada nas PERSONAGENS REAIS LINDAS abaixo mencionadas. Saiba que independente do seu nome estar aqui, VOCÊ faz parte da minha vida, do meu mundo fantástico – às vezes o prefiro a algumas situações da realidade, embora não dê para romper com ela e nem quero.
Josy Stoque, Leonardo Monte, Lu Piras, Maurício Gomyde, Felipe Colbert, Simone Pesci, Raquel Machado, Keila Gon, Mari Scotti, Jhonatas Nilson, Raphael Montes, Bruna Camporezi, Jéssica Anitelli, Andreia C. Meyer, Hertzog Eleonor, Ignez Scotti, Ricardo Ragazzo, Giulia Moon, Felipe Castilho, Carina Rissi, Ana Cristina Aguiar, Julianna Costa, Vanessa S. Marine, FML Pepper, e às duas pessoas que têm o dom da escrita Cila Leitora Voraz e Francine Porfirio. A Fancine, já se aventura e Cila escreve poesia como ninguém, eu amo o que ela escreve.

Feliz dia do Escritor! Amodoro cada um, cada Uma de vocês, ok, não sou boazinha e desenvolvo uma relação de amor e ódio com o(a) criadora(o) por muitas vezes frustrar o meu desejo em relação à alguma questão da obra.

Esta semana trarei sinopses dos autores que são nossos parceiros e parceiras. Hoje trago para vocês : 

Leonardo Monte
Nascido no Rio de Janeiro, em 28 de Dezembro de 85, Leonardo Monte considera-se cearense desde que mudou para Fortaleza, Ceará, com doze anos. Amante da literatura desde os treze, quando ganhou seu exemplar de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, adentrou cada vez mais no universo literário, sendo um fanático por romances históricos e clássicos do terror. Leitor compulsório de Bernard Cornwell, George Martin e Conn Iggulden, Leonardo divide seu tempo entre sua família, os livros, o rugby e seus fãs.
Tem um hábito único de manter contato próximo com todos os fãs que o procuram, através das redes sociais, whatsapp e até mesmo por telefone. 
Pensem em uma pessoa atenciosa e sempre presente... este é Leonardo Monte, um querido escritor que tem o dom da criatividade, com uma escrita envolvente prende a atenção do leitor do inicio ao fim do livro e no final ficamos com uma certa ressaca literária prazerosa, daquelas que ficamos desejando mais e mais.

Caso você ainda não tenha lido nada do autor, vale a pena conhecer a distopia criada por ele que tem o nome de CERBERUS , um universo cheio de aventuras, suspense, conquistas, mas como nada é perfeito nem no mundo literário, também vivenciamos algumas perdas, umas desejadas e outras de doer na alma, mas tudo totalmente dentro do contexto. Com uma belíssima lição sobre o poder da amizade, encontramos em Cerberus também muita superação e valorização das pessoas. Leia logo.

Compre o livro 1 - Entre Cobras e Ursos na Americanas e Submarino e o livro 2 - O Diabo pede carona, compre diretamente com o autor Leonardo Monte


Sinopse: Cerberus - Entre Cobras e Ursos  - livro 1
Leia a resenha
O terror está instituído pela fome, pela doença e pela miséria humana... A esperança como uma vela de pavio curto... morrendo... aos poucos. Canibais, Calabans, Mordecais, Pashits, Ankh-o-rus, Beliahs, Banshees, licantropos e toda sorte de criaturas que antes só existiam em nossos mais terríveis pesadelos vagam pela Terra indiscriminadamente... destruindo, aterrorizando... e, às vezes, até convivendo conosco em uma relação de total dominância...

Cidades viraram ruínas... As pessoas voltaram a viver em vilarejos e feudos, sem um poder central, servindo a governantes tiranos e sanguinários que as exploram cada vez mais e mais... O medievo voltou... A era das trevas flagela novamente a Terra...
A humanidade está a ponto da extinção...

Em um ato de desespero, o Vaticano decidiu criar em diversos lugares do mundo as Academias de Caçadores... No Brasil criou-se a Cerberus...
Nesse sombrio lugar, dominado pela fé cega e padres ortodoxos, corredores escuros e úmidos, luz de velas e treinos sangrentos, calabouços e forcas, encontraremos alguns de nossos personagens: crianças doadas em suas primeiras semanas de vida para transformarem-se em caçadores de extraplanares... Passarão oito anos de duras provações até sagrarem-se dignos... ou perecerão no caminho? Os fracos não servem a Cerberus... Você está preparado?


Sinopse: O Diabo Pede Carona - Livro 2
Leia a resenha
Esse não é um bom lugar pra se viver,... não mais". Assim Renan define os últimos meses na Cerberus. Se não bastasse Amábili ter lhe abandonado, Caio e Mônica agora têm um filho e Izidro está desaparecido. Padre Francisco é o novo diretor e a vida na academia transforma-se do dia para a noite em um grande inferno. Alunos são chicoteados até a morte, na ala dos padres os estupros são rotina e a irmandade dos cães de guerra é proibida, passando a existir secretamente...É o ano em que os Águias sem Medo se formam caçadores e precisam enfrentar sua prova de ferro: ir à cidade Grito da Viúva, resgatar o antigo diretor e tirar Francisco do poder, mas para isso terão que se aliar a um demônio, o único que sabe do paradeiro de Izidro... se ainda estiver vivo. Só que tudo piora quando entram na cidade e descobrem uma população de asseclas que defendem Rulav, um governante mordecai que consome carne humana... e se quiserem destruí-lo terão que se juntar à Resistência, uma milícia liderada por um homem duro e cego pela vingança... A união dos Águias será testada pelo ferro, pelo fogo e pelo sangue.


O Livro 3 - Cerberus Gritos do Silêncio já está escrito e em fase de correção.


Beijos Nacionais!
Tânia Bueno

18 comentários:

  1. Oiee ^^
    Parabéns aos nossos escritores \0/ Já tinha lido algo sobre o Leonardo, e os livros dele parecem ser muito bons, mas no momento estou querendo romances bobos, sabe?
    São tantos escritores incríveis que quase não dá para mencionar todos, né?!
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Fiquei arrepiada enquanto lia seu texto! Infelizmente os autores estrangeiros ainda são mais valorizados que os nacionais, mas eu sinto que aos poucos isso está mudando (ainda bem). Já li nacionais maravilhosos, e é sempre um prazer trocar algumas palavras com esses autores tão queridos :') Concordo com você sobre a Fran e a Cila escreverem tão bem, elas valem ouro ♥
    Em relação ao autor Leonardo Monte, só ouço elogios sobre Cerberus, e preciso criar vergonha na cara e adquirir o primeiro volume...

    Mil beijos e parabéns atrasado para sua sogra xD
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  3. Oieee, tudo bem? Ser escritor não é para qualquer pessoa, já tentei escrever e não é fácil, a pessoa realmente precisa ter um dom para escrever, e apesar de tudo isso, depois passar por tantos desafios para publicar e divulgar um livro, ser escritor não é fácil e eu admiro demais nossos escritores que batalham para transformar seus sonhos em realidade, um feliz Dia do Escritor para todos vcs que alegram nossos dias com suas histórias maravilhosas. Parabéns pelo texto Tânia, Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oiii!

    Que liiindo esse seu texto gente <3 <3 <3
    Eu não fiz nada de muito especial para os autores :(
    Descobri pelos eventos que mooooorro de ciumes dos meus parceiros HAHAHAH achei ótimo não ser a unica :p
    Gostei de saber que irá divulgar os seus parceiros, não conhecia o Leonardo e mesmo não sendo o meu estilo favorito, gostei das sinopses.


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Esses escritores merecem o nosso reconhecimento.
    Sobre a parceria, parabéns e sucesso
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Com certeza os nossos autores nacionais sáo uns guerreiros. O mercado literário pode ser muito cruel, mas eles tem muita perseverança, batalham pra caramba e tem muito talento. Adorei o que você escreveu e gostei de conhecer mais do Leonardo.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Tania!!
    Adorei o seu texto e concordo plenamente!! Temos que valorizar a nossa literatura nacional e divulgar nossos talentosos autores!! Adorei a série "Cerberus", do Leonardo Monte (que, aliás, não conhecia!), fiquei muito curiosa para ler!!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  8. Amei o texto, temos tantos talentos e ainda com todo crescimento e abertura a literatura nacional, ainda vejo pessoas dizendo que não lê autoras nacionais. Se soubessem como somos agraciados com talentos maravilhosos. Vamos dar uma oportunidade leiam livros de autores nacionais com certeza vai gostar. abraços

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Tania, tudo bem?

    Que homenagem linda para esses escritores maravilhosos, dos que mencionou eu já li e amo os livros da Lu Piras, Maurício Gomyde, Keila Gon, Raphael Montes, Bruna Camporezi, Ricardo Ragazzo, Carina Rissi e FML Pepper. Também tenho que destacar ''Sangue de lobo'' (das autoras nacionais Helena Gomes e Rosana Rios'', um dos livros que mais amei nessa vida. Bela homenagem.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  10. Quem não tem relação de amor e ódio com os escritores? rsrsrsrsrs Da mesma maneira como conseguem nos fazer suspirar, temos vontade de matá-los. Mas graças a eles temos momentos de escape da realidade pra viver instantes de fantasia.
    Esse autor eu não conhecia e suas obras não são de um gênero que eu goste. Gostei do seu trabalho aqui, quero conhecer outros autores.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Quanto autor que você mencionou e que eu já joguei o nome no Google! Haha. Fiquei muito interessada nos livros do Leonardo, a premissa é super interessante e parece te prender do início ao fim.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Que post lindo, Tânia! Nossos autoras realmente são pouco valorizados e tenho certeza que os que leram seu post devem ter ficado emocionados/agradecidos.
    Eu mesma ja dei pouco valor a literatura nacional e graças a essa vida de ~blogueira~to vendo que existem muitos autores talentosos por ai.

    ResponderExcluir
  13. Nossa Tania, que homenagem linda, que texto expressivo, parabéns.
    Hahaha, é verdade, às vezes dá vontade de dar uma chacoalhada num autor por aprontar com nosso coraçãozinho, ou por nos 'enganar', ou até mesmo por não dar aquele desfecho que tanto desejamos rsrsrs, mas o que seria de nós sem essas emoções.
    Tenho visto Cerberus pela blogosfera, e como gosto de muito de distopia, eu já tenho essa dica anotada para uma leitura imediata.

    Beijos.
    Leituras da Paty


    ResponderExcluir
  14. Tenho medo dos livros do Leonardo... rs... sempre perco essa data, sou péssima com datas comemorativas. Os autores nacionais são mesmo guerreiros e guerreiras, e merecem todo o nosso respeito e admiração! Vivo me surpreendendo com eles e espero poder me surpreender por muito mais tempo.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Oi Tania... felicidades para sua sogra... 95 anos é uma benção... que postagem mais linda.... os nossos escritores são maravilhosos e compartilho com você deste amor incrível... parabéns por tudo que escreveu aqui eles são merecedores... xero!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi Tânia, realmente temos muitos autores bons em nosso pais e acho bacana essa divulgação, dessa forma conhecemos ainda mais esses talentos da literatura nacional. Ainda não li nada do Leonardo Monte, mas achei a premissa de Cerberus bem interessante. Já estou anotando a dica.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  17. Olá Tania, adorei seu texto em homenagem aos nossos autores nacionais, eles realmente são verdadeiros guerreiros *--* Já conhecia os livros do Fernando, mas ainda não tive a chance de lê-los, mas vou deixar a dica de seus livros anotados e assim que puder vou lê-los...

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  18. Oi Taninha, sua linda, tudo bem
    Hoje sou eu que tenho a oportunidade de falar sobre o seu grande coração. Você coloca paixão, no que faz, é assim que te percebo. Você envolve de amor as pessoas que participam da sua vida e até aquelas virtuais, como eu, risos.... Seu texto não poderia ter sido mais sensível. O talento não só está nas pessoas que citou, mas dentro de você também. Parabéns aos autores nessa data tão especial e merecida. Não importa o quanto trilharam até o momento, são todos merecedores e sucessos para nós. Só mesmo você para ter o carinho para homenageá-los.
    Amei seu texto, amei sua lembrança!!!! E o que falar do Leo? Os livros dele são incríveis, histórias fantásticas, que deveriam ser lidas por todos.
    Beijinhos.
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir