slide

A Bela perdida e a Fera devassa - Josy Stoque

20 julho 2016


Resenha por: Tânia Bueno
Título: A Bela Perdida e a Fera Devassa
Autor(a): Josy Stoque
Editora: Autor Independente
Gênero: Romance erótico divertido
Páginas: 62
Compre e Compre: Amazon
Adicione: Skoob 
  Nota:
Sinopse: Valentina é mãe, divorciada e precisa voltar ao trabalho para sustentar a casa. No escritório de advocacia, o promotor William se mostra um homem tentador, trocando sorrisos safados e olhares devoradores que a deixam perdida, sem saber como retribuir. Para complicar a situação, o chefe a envia para um congresso fora da cidade e no hotel descobre que ele está hospedado no quarto ao lado, para participar do mesmo evento. Val precisa das dicas de sua experiente amiga Sara Mello para reaprender a paquerar depois de quinze anos indisponível. As coisas estão um pouco diferentes agora, mas ela vai perceber que é muito mais divertido ser solteira depois dos trinta, ainda mais quando o cara é uma fera em sedução.

Já começo me perguntando porque demorei tanto para ler A BELA PERDIDA E A FERA DEVASSA? Talvez a resposta seja a de que acredito que tem um tempo ou momento para tudo. Mas só posso dizer que é um conto apaixonante, com cenas descritas quase que poeticamente, isso possível com a escrita e as criações da Josy Stoque. Olha isso:
“Eu quero acreditar sem medo, quero me entregar sem receio, quero viver sem vácuo, sem branco e preto, sem cinza como um dia sem sol. Quero cor, quero vida, quero amor, e suor, orgasmos, beijos apaixonados... Sorrisos até morrer de alegria, Chega de Tristeza!” 
Uau! Uau! Uau! Aproveito para declarar aqui o meu amor literário a Josy! Mulher, você é simplesmente incrível. Continuemos...

Neste conto picante na medida certa a querida autora para variar surpreende com um romance erótico super divertido. Valentina (Val) é uma advogada que foi casada por muitos anos e quando engravidou optou por assumir o papel de mãe em tempo integral e para isso abandonou a profissão e o trabalho que tanto adorava. Ela não se arrependeu em nenhum momento, pois Samantha de 10 anos é sua maior razão de viver, mas com o casamento que chegou ao final e um divórcio traumático ela se fechou para qualquer relacionamento e tendo transcorrido pouco menos de um ano do divórcio se vê atraída pelo promotor mais gato e galinha que qualquer comarca poderia ter, William é o cara que chega e não precisa fazer estardalhaço para ser notado. Mas, com o tempo e o fato de Val ser dura na queda, ele começa sentir algo que nunca sentiu e valoriza esta mulher espetacular, se esbarram no trabalho e acabam por nutrir uma admiração mútua e claro uma atração também.

Em uma semana de congresso na cidade de uma de suas melhores amigas, a sem censura e adorável Sara Mello (amo esta personagem forte, guerreira e determinada da Trilogia PURO ÊXTASE), como quem tem sex appeal  sempre terá (a expressão sex appeal, conhecida internacionalmente, sempre é utilizada para definir o poder de atração de uma pessoa sobre as outras, mostrando mais charme e sensualidade que o normal.) Sara encontra a amiga para matar saudades, Val que está enferrujada na tarefa da conquista e perdida em um mundo totalmente diferente se comparado à época em que era jovem. Agora com trinta e poucos anos, a libido nas alturas e interessada em um relacionamento, Val pede conselhos a Sara que está casada, muito bem casada e com dois filhos, ela não só dá conselhos, mostra na prática como é ter autoconfiança, característica que no momento está faltando a Val. Mas, ao retornar para o hotel Val descobre que nada mais nada menos que o másculo e quase deus grego William também está no congresso e mais que isso hospedado no mesmo hotel que ela e mais que isso no quarto ao lado do seu. 

Pronto, agora estes dois têm a oportunidade de conhecerem um pouco mais um ao outro e o que se pode esperar disso? Você terá que ler para saber. Mas posso adiantar que é muito bacana ver o resgate da autoconfiança de Val, isto porque a Sara é uma mestre que ajuda a pensar, mostra como se faz, eleva a autoestima da amiga, ressalta suas lutas e conquistas, explica a diferença de se paquerar sendo menina e sendo uma mulher, mas tira o time de campo quando Val quer todas as respostas prontas. Sara dá algumas lições interessantes.
“Adultas sabem o que querem, diferente de quando a gente era adolescente e saía com caras mais velhos, que sabiam o que estavam fazendo.” (Ah! Como a Josy Stoque traduz lindamente algumas coisas)
“Ele só te toca se você deixar, entendeu? A sua palavra é sempre a última, você está no controle da situação”. (Entendeu meninas, mais uma lição/dica da Sara, hahahaha ou da Josy através da Sara).
“Apesar de as mulheres estarem se aproximando mais hoje em dia e de os homens precisarem de mais sinais para chegarem, não é um bicho de sete cabeças, não tem porque ter medo, você não é obrigada a nada e sempre pode dizer não”.

Conhecemos o amigo gay de Val Domênico a quem ela recorre para pedir conselhos quando a amiga Sara se recusa a lhe dar respostas e Domênico acaba dando dicas e adotando atitudes muito próximas que as de Sara, resultado? Acorda Val, você tem que agir! E é o que ela faz. Claro, que às vezes mete os pés pelas mãos, fala sem pensar, chega a algumas conclusões inadequadas, me pergunto às vezes por que a mulherada tira conclusões precipitadas e agem com se o que viu fosse o que interpretou. Gente, pior que isso acontece na vida real e depois vem o que? A culpa, a insegurança, etc. Então mulherada tome jeito, desconfiou pesquise, viu uma cena investigue antes, dê ao outro o benefício da dúvida. Vocês entenderão o que digo quando e lerem este conto fantástico. 
“Nós, mulheres, temos que parar de pensar que homens galinhas não têm coração. Eles têm, só não permitem que os conheçamos direito...”
Gente, olha que quote mais lindo: “Existe uma mulher guerreira e forte dentro de você e ela aparece sempre que precisa. Recorra a ela, sei que essa sua parte tem mais capacidade de te aconselhar do que eu, porque ninguém é melhor do que você mesma para te dizer o que deve fazer com sua vida” 
Só digo uau!! Essa foi direta. Não dá vontade de dizer isso para algumas amigas? Eu senti essa vontade e em alguns momentos serve até para mim.

Leia A BELA PERDIDA E A FERA DEVASSA pelo homem lindo, galinha no começo, mas cavalheiro que mantém o lado safado e sabe ser romântico quando descobre algo novo.
Leia A BELA PERDIDA E A FERA DEVASSA para vivenciar a redescoberta dessa mulher incrível que é a Valentina (Val), mas que me irritou um pouco com suas inseguranças. É que sou muito despachada, mas entendo o lado dela.
Leia A BELA PERDIDA E A FERA DEVASSA porque a escrita da Josy Stoque é maravilhosamente envolvente, vinculada a realidade com temores, incertezas, lutas que muitos já viveram e aprenderam, ou ainda não.

Então vou encerrar com o trecho lindamente poético que iniciei a resenha e quero dedicar a mim, a você, à Josy, às autoras maravilhosas que conheço e as que não conheço, enfim às mulheres em geral e aos homens que não temem ser românticos:
“Eu quero acreditar sem medo, quero me entregar sem receio, quero viver sem vácuo, sem branco e preto, sem cinza como um dia sem sol. Quero cor, quero vida, quero amor, e suor, orgasmos, beijos apaixonados... Sorrisos até morrer de alegria, Chega de Tristeza!”

Beijos encontrados (nada perdidos risos) e abraços devassos!
Tânia Bueno

Josy Stoque, autora de romances eróticos e de fantasia, best-seller da Amazon, sucesso do Wattpad, diva da Qualis, publicada pela Astral Cultural e traduzida para o inglês pela AmazonCrossing.

O primeiro livro da carreira de Josy Stoque foi a saga sobrenatural Os Qu4tro Elementos, traduzida para o inglês pela AmazonCrossing.
Ela escreveu também Insensatez, em parceria com Gisele Galindo, Estrela – Em Busca do Amor Eterno; a trilogia Puro Êxtase, sucesso de vendas na versão digital; o romance erótico policial Não Espere pelo Amanhã, que se tornou Best-seller da Amazon; e Eu Nunca, com Mila Wander, um dos mais vendidos da Veja Online.
Josy é pisciana, sonhadora e, claro, viciada em livros. Tanto que a sua gatinha tem nome de personagem: Tris.
Ah! Ela tatuou os 4 efes da protagonista de Puro Êxtase, para nunca se esquecer de viver intensamente.

23 comentários:

  1. Não tenho costume de ler livros eróticos muito longos, mas histórias curtinhas sempre me chamam atenção por serem rapidinhas de ler, sem cair na mesmice.
    Pelo que você descreveu, a Val se aproxima tanto da realidade que poderia ser alguém que eu conheço, ou talvez eu mesma. Todos nós fazemos burradas, né? haha
    Acho que o conto pode até servir de incentivo para muitas mulheres que, assim como ela, deixam os desejos de lado para assumir o papel de mãe e dona de casa e esquecem que também têm necessidades e não é crime supri-las.
    Parabéns pela resenha. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. O livro é basicamente um manual de "como se amar", usar o que tem de melhor na conquista e não "apelar", misturado com romance e comédia, pelo que entendi. Achei o desespero de Val até engraçado, em certo ponto... "Sara só me dá dicas que eu não quero pôr em prática, amigo, ajuda aqui!"... kkkk

    Seu motivos para ler o livro também foram ótimos, me convenceram.rs.

    ResponderExcluir
  3. Oi Tânia, eu ainda não conhecia a autora e achei o cinto dela bem interessante. Ei estou nessa fase de ler mais livros do gênero e com certeza assim que eu puder vou conferir esse conto.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. OMG!!! Sou sua fã!!! Melhores resenhas, Tânia, sua linda!!! Muito obrigada pelo carinho e dedicação nesse blog! Obrigada pelos elogios também. Seus comentários sempre são combustíveis para eu seguir em frente. Obrigada, amiga. Beijos

    ResponderExcluir
  5. OI!!


    Realmente tudo tem um tempo para acontecer, e mulheres quando passam por traumas sentimentais ligados ao romance não deseja mais se apaixonar, afinal o trauma foi dolorido demais. Gostei muito da resenha e o fato da protagonista não ser a típica virgem contemporânea, ao contrário, a mesma já tem uma vivência a dois e uma filha. A profissão do mocinho também é bem inusitada, não é o pobre órfão que ficou rico, enfim, gostei bastante de como narrou a estória. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Tânia, eu ainda não conhecia a autora e achei o enredo desse conto bem interessante ainda mais que estou nessa fase de ler mais livros do gênero e com certeza assim que eu puder vou conferir esse conto.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Bha, pressinto um romance muuuito hot hei, hehe.
    Acreditam que nunca li nada da Josy, acho que sou uma das poucas blogueiras que ainda não conhece a escrita dela, uma vergonha. Este talvez seja uma boa opção para começar então né.

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mas pelo que li em sua resenha, parece ser uma história bem intensa. E acredito que os vários lados, ou podemos dizer tipos de pessoas que cada personagem tem, é muito interessante também para a vida, para sabermos mais sobre as pessoas, sei lá, a gente sempre tira algum tipo de ensinamento dos livros né?!!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tânia!
    Adoro os livros da Josy, sempre são muito gostosos de ler! Ainda não li A Bela Perdida e a Fera Devassa, mas a Van parece uma persongem ótima para se acompanhar e depois dos motivos que você citou vou ler o mais rápido possível! haha
    bjus!

    ResponderExcluir
  10. Oiii, como vai?
    Menina eu sou super fã da Josy, ela tem uma maneira incrível de ler e acredite, acho que comprei essa obra para ler na Amazon, tenho quase certeza e pela sua empolgação só aumentou a minha vontade de ler <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nossa, que resenha mais animada! Deu para ver que você realmente gostou desse conto, e os quotes que você tirou do livro mostrou a essência e fiquei muito curiosa para ler também. O bom é que é bem curtinho né? Quero muito saber como vai ser o desenvolvimento desse relacionamento.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá! Olha, ainda bem que ela não é submissa! Gostei da história da protagonista, uma mulher madura que tenta se reencontrar. Legal saber que a autora soube desenvolver bem e dá um diferencial no seu livro. Fiquei bastante curiosa para ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ainda não li nada da Josy e acho que não curtiria, pois a premissa de seus livros não me atraem muito e foi isso que senti ao ler a resenha desse livro.
    Não me sinto convencida a ler o livro, infelizmente.
    Entretanto, devo te parabenizar pela resenha, está incrível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, só de ver que trata-se de uma romance erótico já deixo passar. Não curto de jeito nenhum esse gênero. E tentei ler alguns livros, mas eles nunca mundam minha opinião. Infelizmente, esse eu passo. Quem sabe numa outra oportunidade eu consiga lê-lo. Por enquanto, não.

    Http://PorreDeLivros.Blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá. Adoro quando o autor sabe mesclar romance e sensualidade de uma forma que prenda o leitor à história. Envolvendo a minha profissão então, fiquei ainda mais curiosa. Vou procurar para leitura.
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Não consigo ler esse tipo de romance, me irrita muito fácil shauihdiuashdiha.
    Beijinhos.
    @Laymach_
    Blog Starbooks (http://www.starbooks.com.br/)

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Confesso que não sou adepta de ler livros mais focados no erótico, mas que o título eu achei legal pq de certo modo, rete A Bela e a Fera que amo!

    A única coisa me deixou curiosa é que não se trata de uma mocinha virgem e um Ceo, mas sim de uma mulher madura se redescobrindo, esse seria motivo pelo qual seria. XD

    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Olá.
    Eu não curto muito o gênero, mas dependendo da premissa eu até dou chances, mas esse livro acho que não vai funcionar comigo, a premissa não chamou minha atenção, embora eu goste de personagens fortes e acho que gostaria da personagem Sara Mello, mas acho que seria só. Mas enfim, sua resenha está bem escrita e bem empolgante hahaha que bom que curtiu tanto assim o livro.

    ResponderExcluir
  19. Oi Tânia.
    A Josy realmente escreve muito bem, mas eu não gosto do gênero erótico, por mais leve ou divertido que ele seja então não lerei esses livros e contos dela rs MAs que bom que você gostou tanto!

    ResponderExcluir
  20. Oi Tânia!
    Quando vi que era da Josy já fiquei curiosa. Sempre leio muitos elogios a respeitos de seus livros e contos. Só li um conto até agora e achei bacana. Quero poder ler outros futuramente.
    A Bela Perdida e A Fera Devassa parece ser o tipo de história divertida que eu iria adorar. Só não me empolgue muito em saber que a Valentina é um pouco irritante. Sempre tenho vontade de dar umas porradas nessas protagonistas irritantes, aff! hahaha
    Vou procurar na Amazon e ver se o precinho está camarada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi Taninha, sua linda, tudo bem?
    Eu já disse isso antes, a primeira vez que ouvi falar da autora, pensei que não seria o meu gênero. Tento ler livros hots mais voltados para o drama e o romance. Mas depois que li suas resenhas das obras dela, dei o braço a torcer. Você me convenceu com sua empolgação e seu carinho. Até hoje não tive a oportunidade de ler seus livros. Mas pelo visto, mais uma vez ela simplesmente arrasou!!!Pena que não leio livros digitais, caso contrário esse conto entraria para a lista. Engraçado, percebi justamente durante a resenha o quanto ela era insegura, Portanto esse quote que colocou no final é perfeito, ela tem que aprender a encontrar suas respostas dentro dela. Amei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Adorei sua resenha! Você conseguiu abordar todos os lados do romance e eu me interessei muito. Esse título é incrível, só por ele eu já leria, mas adorei os itens que vc elencou no final.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Olá, a resenha ficou ótima, mas não curto muito essa temática, então acho que não chegarei a ler essa obra.

    Abraços

    ResponderExcluir